Notícias

Banca de DEFESA: BRENO FERREIRA BARBOSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRENO FERREIRA BARBOSA
DATA: 26/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do HU
TÍTULO: AÇÃO ANTINOCICEPTIVA DO CYCLO(GLY-PRO) SOBRE A DOR OROFACIAL EM ROEDORES
PALAVRAS-CHAVES: Rhizoctonia, Dor, Dor Facial
PÁGINAS: 42
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Clínica Odontológica
RESUMO:

Cyclo(Gly-Pro) (CGP) é um dipeptídeo que pode ser extraído do fungo Rhizoctonia sp. ou sintetizado. A Rhizoctonia é um gênero pertecente ao reino Fungi, cujos representantes habitam o solo endofítico de vários organismos vegetais. Dentre as plantas que possuem este fungo, merece destaque a aroeira-vermelha (Schinus terebinthifolius Raddi) que é utilizada popularmente para diferentes finalidades, incluindo inflamação. Desta forma, o objetivo do presente estudo foi avaliar a possível ação antinociceptivo do Cyclo(Gly-Pro) em roedores. Para tanto, foram utilizados 90 camundongos Swiss machos (25 a 35 g) com 2 a 3 meses. Os animais foram divididos em grupos e foram tratados com CGP nas concentrações de 0,1, 1 e 10 mg/kg administrados via intra-peritoneal (i.p.), controle (solução salina 0,9% , i.p.) ou droga padrão (i.p.). Com o intuito de avaliar a ação do CGP sobre a nocicepção orofacial, foram realizados os testes de dor orofacial induzida por formalina (2%), capsaicina e glutamato. A coordenação motora dos animais foi avaliada através do teste da movimentação espontânea. Os resultados foram expressos como média ± E.P.M. As diferenças entre os grupos foram analisadas através do teste de variância ANOVA, uma via, seguido pelo teste de Tukey. Valores de p < 0,05 foram considerados estatisticamente significantes. Nos três testes de nocicepção orofacial, o CGP produziu uma redução significativa (p < 0,001) no tempo de fricção da região orofacial quando comparado ao grupo controle, além de haver diferença significativa entre alguns grupos (p < 0,01). Não foram observadas alterações motoras no teste da movimentação espontânea. Conclui-se, assim, que o CGP apresenta ação antinociceptiva e que no teste de movimentação espontânea, o CGP não foi capaz de alterar a coordenação motora dos animais, nas doses avaliadas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 3571566 - JULLYANA DE SOUZA SIQUEIRA QUINTANS
Externo ao Programa - 849.876.344-49 - RICARDO LUIZ CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE JUNIOR
Presidente - 1687696 - WALDECY DE LUCCA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 10/02/2014 17:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r12182-3b7fa45029