A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: THIAGO MOTA VIEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THIAGO MOTA VIEIRA
DATA: 17/08/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Vídeo conferência do PROEE
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UM MÉTODO DE MONITORAMENTO E DETECÇÃO DE DEFEITOS EM CÉLULAS FOTOVOLTAICAS UTILIZANDO TERMOGRAFIA ATIVA MODULADA
PALAVRAS-CHAVES: Fotovoltaico; Termografia Ativa Modulada; Novo Procedimento Experimental; Sinal de Corrente Elétrica Senoidal; Processamento de Imagens Térmicas.
PÁGINAS: 117
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
RESUMO:

A ocorrência de defeitos em células fotovoltaicas está intrinsecamente relacionada à uma redução na eficiência e confiabilidade desses dispositivos. Assim, técnicas de monitoramento, a exemplo da termografia ativa modulada, eletroluminescência e curva característica I-V são adotadas para avaliar a integridade das células. No presente trabalho, um novo procedimento experimental que utiliza a termografia ativa modulada em células fotovoltaicas é proposto com o objetivo de melhorar a capacidade de detecção de defeitos do ensaio termográfico. As técnicas convencionais que fazem uso da modulação por largura de pulso para estimular as células costumam operar em um ponto fixo na curva I-V. Em vez disso, é proposta uma metodologia baseada em uma excitação por sinal de corrente elétrica senoidal que amplia a faixa de pontos operacionais da célula durante o ensaio. Técnicas tradicionais de processamento de imagem (análise de componentes principais, transformada rápida de Fourier, método de mudança de fase por quatro pontos por ciclo de modulação e método da função gaussiana bidimensional) foram utilizadas para analisar as imagens térmicas de células fotovoltaicas saudáveis e defeituosas durante o modo de operação em regime permanente. Os resultados obtidos permitiram constatar que esta nova abordagem fornece uma delimitação mais suavizada e clara das regiões defeituosas propiciando uma caracterização satisfatória dos defeitos existentes. Além disso, as imagens de fase ganharam destaque na caracterização dos defeitos em função do contraste que apresentaram com mudanças significativas entre as regiões defeituosas e não defeituosas para diferentes frequências de modulação e tipos de defeitos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1365912 - EDUARDO OLIVEIRA FREIRE
Externo ao Programa - 2087677 - JOSÉ AGUIAR DOS SANTOS JUNIOR
Externo à Instituição - RÔMULO ALVES DE OLIVEIRA

Notícia cadastrada em: 07/08/2023 16:06
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r19181-717445561f