Notícias

Banca de DEFESA: MICHAEL ANGEL SANTOS ARCIERI

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MICHAEL ANGEL SANTOS ARCIERI
DATA: 08/03/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Laboratório de Informática do DEL-Departamento de Engenharia Elétrica
TÍTULO:

Controle de Vibrações Mecânicas Tipo "Stick-Slip" em Colunas de Perfuração.


PALAVRAS-CHAVES:

Coluna de perfuração, fenômeno stick-slip, controle PI, controle por modos deslizantes, controle por linearização entrada-saída.


PÁGINAS: 115
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
RESUMO:

Vibrações mecânicas são inevitáveis nas operações de perfuração. Vibrações torcionais stick-slip são vibrações que ocorrem em colunas de perfuração, as quais são produzidas pelas variações periódicas de torque e caracterizadas por grandes oscilações da velocidade da broca. Estas vibrações são prejudiciais, mais pela característica cíclica do fenômeno que pela amplitude da mesma, podendo originar fadiga da tubulação, falhas nos componentes da coluna de perfuração, deformações nas paredes do poço, desgaste excessivo da broca, baixa taxa de penetração e, inclusive, colapso do processo de perfuração. A frequência destas oscilações indesejadas pode ser reduzida pela aplicação de técnicas de controle automático. O objetivo deste trabalho é avaliar, mediante simulações numéricas, a aplicação de técnicas de controle convencional, como o controle proporcional-integral (PI), e não linear, como o controle por modos deslizantes (SMC) e o controle por linearização entrada-saída (IOLC) para eliminar a presença de oscilações stick-slip em colunas de perfuração. Os controladores são desenvolvidos principalmente para manter constante a velocidade do sistema de rotação, mediante a manipulação do torque do motor, para assim controlar inferencialmente a velocidade da broca, fornecendo desta maneira condições ótimas de operação, além de preservar a estabilidade do sistema. Resultados das simulações, usando modelos torcionais de uma coluna de perfuração de dois graus de liberdade (2-DOF) e de quatro graus de liberdade (4-DOF), mostram o desempenho dos sistemas de controle propostos, os quais são analisados e comparados qualitativamente.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DARCI ODLOAK
Interno - 2510148 - LEOCARLOS BEZERRA DA SILVA LIMA
Presidente - 2639475 - OSCAR ALBERTO ZANABRIA SOTOMAYOR
Notícia cadastrada em: 25/02/2013 13:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2019 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r8356-cee50ed3b