A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: THÁCYLLA JAMILLE MECENAS DE JESUS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THÁCYLLA JAMILLE MECENAS DE JESUS
DATA: 22/02/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 408B da didática VII.
TÍTULO: INFLUÊNCIA DA MICROESTRUTURA E DA ANODIZAÇÃO NAS PROPRIEDADES MECÂNICAS, BIOATIVAS E DE SUPERFÍCIE DE LIGAS Ti-xNb-ySi PARA APLICAÇÕES BIOMÉDICAS.
PALAVRAS-CHAVES: Microestrutura; resistência à corrosão; nióbio; silício; anodização.
PÁGINAS: 188
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

Na busca por novos materiais para implantes ortopédicos, esta tese teve como objetivo avaliar a influência do nióbio e silício em ligas Ti-xNb-ySi (x = 15, 37 e y = 0; 0,35; 0,55 (% em massa), no que se referem às suas microestruturas, correlacionando-as com as propriedades mecânicas, resistência à corrosão, molhabilidade, energia superficial, rugosidade e bioatividade, antes e após a anodização. Os resultados mostraram a formação de uma microestrutura polifásica para as ligas Ti-15Nb-xSi com a presença das fases α, β e α”, sendo esta última a responsável pela maior dureza das ligas deste grupo. Em contra partida, o aumento do teor de nióbio para 37% proporcionou uma microestrutura refinada, majoritariamente composta pela fase β, além da fase α”, e menores valores de dureza atribuídos a maior fração de volume da fase β. ara este teor de liga, a adição de silício favoreceu consideravelmente a redução do tamanho médio dos grãos, além de contribuir para a diminuição da dureza. A microestrutura polifásica associada a adição de elementos de ligas também permitiu a formação de camadas nanotubulares irregulares em ambos os sistemas de ligas. Contudo, a liga Ti-37Nb-0,35Si em virtude da maior estabilização da fase β apresentou regiões com nanotubos mais organizados. Além disso, todas as composições estudadas apresentaram superfícies hidrofílicas e a formação de partículas e aglomerados de cálcio e fósforo que se intensificaram após a anodização. Destaca-se ainda que as ligas anodizadas também apresentaram redução no ângulo de contato, elevação na energia superficial e aumento na rugosidade. Por fim, os ensaios eletroquímicos mostraram que as ligas Ti-15Nb-xSi obtiveram a melhor resistência à corrosão. No entanto, as análises estatísticas mostraram que a adição de silício não interferiu e a anodização pouco prejudicou na resistência a corrosão das ligas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA ISABEL DE CARVALHO SANTANA
Interno - 2016178 - CARLOS OTAVIO DAMAS MARTINS
Interno - 2080292 - CRISTIANE XAVIER RESENDE
Externo à Instituição - GIANCARLO RICHARD SALAZAR BANDA
Presidente - 2015878 - SANDRA ANDREIA STWART DE ARAUJO SOUZA

Notícia cadastrada em: 02/02/2024 16:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r19181-717445561f