A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: EMANUELA SANTOS SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EMANUELA SANTOS SILVA
DATA: 06/10/2017
HORA: 09:00
LOCAL: sala 09 do DCEM/P²CEM
TÍTULO: ESTUDO DA INFLUÊNCIA DO ÍNDICE DE FLUIDEZ NA CINÉTICA DE CRISTALIZAÇÃO DE BLENDAS PP HOMOPOLÍMERO COM PP COPOLÍMERO HETEROFÁSICO.
PALAVRAS-CHAVES: Polipropileno, Heterofásico, Cristalização, Cinética, Jesiorny
PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica
RESUMO:

O presente trabalho teve como objetivo produzir e caracterizar blendas de PP homopolímero com PP copolímero heterofásico, buscando investigar como o índice de fluidez influencia as propriedades das blendas. As blendas PPh11/CP e PPh1,5/CP foram produzidas variando-se o teor de copolímero (CP) em 25, 50 e 75%. Os índices de fluidez dos PPs homopolímeros e do PP copolímero foram: 11g/10min(PPh11), 1,5g/10min(PPh1,5) e 0,8 g/10mi(CP), respectivamente. As blendas foram preparadas em uma extrusora monorrosca, utilizando uma rosca com geometria de mistura Maddock para aumentar a eficiência de mistura. A análise do processo de cristalização não isotérmico foi realizada através da Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC) da temperatura ambiente até 200ºC e as amostras foram resfriadas utilizando as seguintes taxas de resfriamento 5, 10, 20 ºC/min. A cinética de cristalização não isotérmica foi estudada aplicando-se a Teoria de Jeziorny. Os resultados apontaram que a constante da taxa de cristalização (kc) aumentou com o aumento da taxa de resfriamento, o que indica que quanto mais rápido a taxa de resfriamento (ϕ), mais rápida a taxa de cristalização. E que quando ϕ foi menor, o processo de transição do estado de fusão para a cristalização foi mais lento. E o valor n obtido da cristalização não isotérmica está próximo de 2, para todas as formulações o que indica uma tendência de crescimento em forma de disco gerado por nucleação heterogênea. Portanto pode-se concluir que o mecanismo de cristalização não foi afetado dentre as composições estudadas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1495228 - IARA DE FATIMA GIMENEZ
Presidente - 1692550 - MARCELO MASSAYOSHI UEKI
Externo à Instituição - TOMAS JEFERSON ALVES DE MELO

Notícia cadastrada em: 21/09/2017 15:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r19181-717445561f