Notícias

Banca de DEFESA: ANA BÁRBARA ASSUNÇÃO VAZQUEZ CORREA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA BÁRBARA ASSUNÇÃO VAZQUEZ CORREA
DATA: 30/03/2016
HORA: 15:30
LOCAL: PPGECIMA
TÍTULO: EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO ENSINO SUPERIOR: SABERES E PRÁTICAS DOS PROFESSORES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA
PALAVRAS-CHAVES: INCLUSÃO - ENSINO SUPERIOR - PRÁTICA PEDAGÓGICA
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Tópicos Específicos de Educação
ESPECIALIDADE: Educação Especial
RESUMO:

RESUMO

A presente pesquisa teve como objetivo compreender os saberes e práticas dos professores do Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Federal de Sergipe, sobre a inclusão da pessoa com deficiência no Ensino Superior. Para tanto, abordou-se nesse estudo, as concepções dos professores no que diz respeito à inclusão através do olhar a respeito da acessibilidade e dos problemas da formação do professor na área de exatas. Buscou-se saber quais foram às dificuldades enfrentadas e se houve mudança na prática pedagógica pela necessidade de incluir alunos com deficiência durante as aulas e no planejamento. Para tanto, utilizou-se o Estudo de Caso com uma abordagem qualitativa e como instrumento para coleta de dados, foram utilizados, a entrevista e as análises documentais. Como aporte teórico foram referências às abordagens de Mazotta (1996); Stainback&Stainback (2008); Bueno (2002); Mantoan (1997); Fávero (2002); Fernandes (2014); Santana (2010), dentre outros. Constatou-se que os professores do Programa – PPGECIMA, apresentam dificuldades para trabalhar com alunos com deficiência, uma vez que, nota-se desde a falha na comunicação entre os setores à dificuldade no atendimento especializado para as pessoas com deficiência. Com isso, esse trabalho apresenta a partir das análises, a necessidade de alguns professores em ter acesso a cursos e palestras que orientem o trabalho específico de inclusão. Desse modo, conclui-se que os professores do PPGECIMA percebem a inclusão de modo positivo, no entanto apenas uma quantidade mínima dos entrevistados tinha idéia a respeito da inclusão do aluno com deficiência no ensino superior, de forma que se verificou que a presença do aluno com deficiência na sala de aula não alterou significativamente a prática docente. As principais dificuldades apontadas foram falta de informação prévia sobre o aluno, as mudanças no ritmo da aula, o despreparo do professor, da área exatas para lidar com as demandas do aluno com deficiência no ensino superior.. Por fim, percebe-se que para atingir a inclusão ainda é necessário percorrer um longo caminho.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2205727 - VERONICA DOS REIS MARIANO SOUZA
Interno - 2572398 - LUIZ ADOLFO DE MELLO
Externo ao Programa - 2049228 - RITA DE CACIA SANTOS SOUZA
Notícia cadastrada em: 15/03/2016 21:48
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r15440-bf36319aa9