Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CARLOS ALBERTO MORAIS PACHECO DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CARLOS ALBERTO MORAIS PACHECO DA SILVA
DATA: 18/06/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de reuni?es do NPGECIMA
TÍTULO: Estudo sobre a utilização de simuladores virtuais para o ensino de Física, em escolas públicas do nível médio em Aracaju, Sergipe.
PALAVRAS-CHAVES: Simuladores virtuais; Ensino de Física; Metodologia de ensino
PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Métodos e Técnicas de Ensino
RESUMO:

Esta pesquisa tem como finalidade investigar sobre a utilização de simuladores virtuais no ensino de Física em escolas públicas do nível médio de Aracaju/Sergipe. Visando melhor compreender essa questão, foram utillizados dois eixos de investigação. O primeiro eixo, chamado de eixo central, foi trabalhado junto aos professores de Física, onde foram levantadas informações referentes à efetiva utilização ou não de simuladores virtuais nas aulas ministradas por esses professores, e as possíveis causas que conduzissem à realidade encontrada, fossem causas de opção metodológica ou pessoal. O segundo eixo de investigação, chamado de eixo auxiliar, foi trabalhado junto a alunos de licenciatura, cursando a disciplina Instrumentação para o Ensino de Física IV - IEF IV, na Universidade Federal de Sergipe – UFS. Procurou-se identificar o nível de aceitação por parte dos alunos em relação à utilização de simuladores virtuais ao ministrarem aulas de Física Básica. Verificou-se através de atividades práticas utilizando os referidos simuladores, se os alunos alcançariam um grau de envolvimento com a ferramenta proposta, de forma a se sentirem estimulados a utilizá-la em futura atividade profissional nas escolas. Os resultados dos dois eixos de investigação serviram de subsídio para se entender a existência ou não de alguma relação causal entre as duas realidades pesquisadas, que implicasse em uma prática de ensino transportada da graduação para a atividade profissional nas escolas públicas. Em relação aos professores, foram considerados aspectos como tempo de formado e de prática docente, existência de atualizações através de formação continuada ou ainda outros fatores, como por exemplo, obstáculos epistemológicos, analisando-se se estes fatores poderiam influenciar ou não na utilização da ferramenta de ensino simulador virtual na atividade docente cotidiana.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1296993 - DIVANIZIA DO NASCIMENTO SOUZA
Interno - 2572398 - LUIZ ADOLFO DE MELLO
Externo ao Programa - 2448855 - TIAGO NERY RIBEIRO
Notícia cadastrada em: 11/06/2015 15:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r15368-99f189d34b