Notícias

Banca de DEFESA: TACIANA DE LISBOA FARIA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TACIANA DE LISBOA FARIA
DATA: 27/03/2015
HORA: 14:00
LOCAL: SALA DE ESTUDOS DO PPGECIMA
TÍTULO: Relação entre desempenho escolar em Ciências e possíveis indicadores de transtornos de aprendizagem
PALAVRAS-CHAVES: Avaliações externas. Educação Básica. Ensino e aprendizagem. Teste de desempenho.
PÁGINAS: 74
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Ensino-Aprendizagem
ESPECIALIDADE: Avaliação da Aprendizagem
RESUMO:

Pesquisas apontam que fatores ambientais e biológicos estão diretamente relacionados ao desempenho escolar da criança. Portanto, este trabalho teve por objetivo a adequação de um teste de desempenho em Ciências a alunos brasileiros com possíveis indicadores de transtornos de aprendizagem. A pesquisa caracterizada como quali-quantitativa se desenvolveu em duas fases. A primeira delas foi a construção e aplicação de um teste de desempenho em larga escala a uma amostra de 334 alunos em estados de quatro regiões do país: Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo. A aplicação foi realizada em escolas que dispunham de computadores com internet, uma vez que 229 discentes responderam ao teste na versão online e 105 na versão impressa. A segunda fase da pesquisa envolveu a adaptação e aplicação de um questionário que mede indicadores biológicos e ambientais relacionados à organização neural da criança aplicado a 128 mães/responsáveis por estudantes nos três primeiros estados citados. O questionário, adaptado da pesquisa de Rocha e Rocha (2009) foi composto por perguntas objetivas e do tipo Likert as quais foram estruturadas em quatro dimensões principais: gestação, parto, primeira infância e antecedentes familiares. Para a análise, esses dados foram divididos em 3 categorias, a saber: fatores fisiológicos, fatores psicológicos e fatores hereditários. Para a análise do teste, as questões foram divididas em quatro grupos: questões com até 40% de acerto, entre 40 e 50% de acerto, e 50 a 70% de acerto e mais de 70% de acerto. Os dados obtidos com a aplicação dos instrumentos foram tabulados e processados em software estatístico e mostram as frequências relativas dos indicadores e do desempenho dos alunos amostrados. Não houve significância ao cruzarmos os dados de desempenho com os indicadores, o que nos faz perceber que a adequação de uma metodologia de ensino faz com que não haja identificação de diferenças no desempenho discente, se levado em conta as singularidades dos alunos. Isso nos faz refletir que, para o caso dos testes de desempenho, alterações no processo pedagógico permitem adequações à singularidade dos alunos, rompendo com o paradigma médico que o diagnostica como incapaz.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1674029 - ACACIO ALEXANDRE PAGAN
Interno - 1655045 - ERIVANILDO LOPES DA SILVA
Externo à Instituição - MARIA LUIZA PONTES DE FRANÇA FREITAS
Notícia cadastrada em: 25/03/2015 16:06
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r15368-99f189d34b