Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: PIETRA ALEXIA LIMA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PIETRA ALEXIA LIMA DOS SANTOS
DATA: 10/02/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 101 da didática VII 
TÍTULO: Perfil Químico e Atividade Biológica de Abarema cochliacarpos (Gomes) Barneby & J. W. Grimes
PALAVRAS-CHAVES: Abarema cochliacarpos, folhas, atividade antioxidante, atividade biológica, compostos fenólicos.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Bioquímica
RESUMO:

Abarema cochliacarpos é uma espécie endêmica do Brasil, pertence à família Fabaceae e éconhecida popularmente como barbatimão, estando presente na caatinga e cerrado brasileiro. EmSergipe, seu uso é em forma de chás para atividades anti-inflamatória e cicatrizante. Como objeto desteestudo foram utilizadas as folhas do vegetal afim de conhecer qualitativamente os constituintes químicosda fração clorofórmica (FCL), fração hexânica (FHX), fração acetato de etila (FAE) e fraçãohidrometanólica (FHM) através da prospecção fitoquímica por ensaios colorimétricos, sendo detectadaa presença de metabólitos secundários como fenóis, taninos, flavonóis, catequinas, esteroides,triterpenóides e saponinas. A determinação quantitativa do teor de fenóis, flavonoides e flavonóis dasfrações foi realizada em triplicata e três repetições sendo os dados expressos como média ± desviopadrão e as diferenças determinadas por ANOVA seguida do teste de Tukey. O maior teor de fenóis foide 369,40 ± 20,29mg de EAG.g-1 na FAE, seguido da FCL com 271,16 ± 9,38mg de EAG.g-1. Naanálise de flavonoides, a FCL apresentou o maior teor com 64,60 ± 0,41mg de EQ.g-1, seguido da FHMcom 56,37 ± 3,06mg de EQ.g-1; enquanto na determinação de flavonóis a FHX apresentou um teor de138,63 ± 7,16mg de ER.g-1 e a FAE 94,71 ± 4,01mg de ER.g-1. Para a determinação da atividadeantioxidante, foi usado o método do radical livre DPPH, no qual a FAE, FHM e FCL reduziram oradical e apresentaram valores de CE50 de 3,95 ± 0,281µg.mL-1; 6,22 ± 0,383µg.mL-1; 21,12 ±0,542µg.mL-1, respectivamente. Na análise antimicrobiana apenas duas frações apresentaram halos deinibição, a FAE para as cepas de Staphylococcus aureus (19,3mm), Enterococcus durans hirae (10mm),Escherichia coli derivada (9,6mm) e Pseudomonas aeruginosa derivada (15mm), e a FCL para a cepaE. durans hirae (9mm). Na concentração inibitória mínima (MIC) a FAE sobressaiu-se com 12,5mg.mL-1 para a S. aureus e E. durans, enquanto a FCL obteve 25mg.mL-1 para E. durans. A FAE e FCLapresentaram propriedades antioxidante, e obtiveram efeito antimicrobiano, além de possuíremmetabólitos que corroboram com essas funções.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AMÉRICO AZEVEDO DE SOUZA
Presidente - 2335200 - CHARLES DOS SANTOS ESTEVAM
Interno - 1687696 - BRANCILENE SANTOS DE ARAUJO

Notícia cadastrada em: 22/01/2020 09:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r12198-ed85f859cd