A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: EFREM JOSÉ MENESES RIBEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EFREM JOSÉ MENESES RIBEIRO
DATA: 18/08/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Defesa remota
TÍTULO: Modelos de predição da distribuição de vetores e risco da febre amarela no Nordeste Brasileiro
PALAVRAS-CHAVES: Doenças reemergentes; ecologia de vetores; epizootias; MaxEnt; modelos de distribuição; sobreposição de nicho.
PÁGINAS: 106
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Parasitologia
SUBÁREA: Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
RESUMO:

O vírus da febre amarela tem avançado em áreas não endêmicas na região Nordeste do Brasil, onde estudos de ecologia dos vetores primários são raros. Modelamos a distribuição atual e futura das principais espécies vetoras da febre amarela, detectando as áreas de risco e promovendo estratégias para o sistema de vigilância epidemiológica. O software MaxEnt foi utilizado na modelagem da potencial distribuição dos vetores, primatas não humanos (PNH) e epizootias sob as condições climáticas atuais e em dois cenários futuros (2050). Os vetores silvestres e urbanos apresentaram alta sensibilidade às mudanças climáticas. O clima futuro contribui para a expansão dos vetores primários na região semiárida, induzindo alta compatibilidade de nichos com os PNH, mantendo o ciclo silvestre e o risco de ressurgimento da transmissão urbana por Callithrix spp. Aedes aegypti nas condições climáticas atuais pode ocasionar o ressurgimento da febre amarela urbana tendo Callithrix spp. como hospedeiro, mas não no futuro, exceto para Aedes albopictus como vetor que pode estabelecer um elo entre o ciclo silvestre e urbano. Com as mudanças climáticas futuras pode-se esperar uma expansão das epizootias em áreas anteriormente não endêmicas e sem recomendação de vacina.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JADER DA CRUZ CARDOSO
Interno - 1888521 - JOSE RODRIGO SANTOS SILVA
Presidente - 1516901 - ROSELI LA CORTE DOS SANTOS

Notícia cadastrada em: 20/07/2020 12:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18277-8067e35817