A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: MELINA VIEIRA ALVES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MELINA VIEIRA ALVES
DATA: 30/08/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Mini Auditório do CCBS
TÍTULO: Análise da variabilidade genética de Papilomavírus humano identificado em amostras de mulheres HIV-positivas do Estado de Sergipe, Brasil
PALAVRAS-CHAVES: Doenças Sexualmente Transmissíveis; Papillomavirus Humano; Neoplasias do colo do útero; Neoplasia Intraepitelial Cervical.
PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Genética
RESUMO:

A infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV) é a infecção sexualmente transmissível viral mais prevalente no mundo. Esta infecção está associada ao desenvolvimento de neoplasias cutâneas benignas e malignas. Em mulheres, a infecção pelo HPV está relacionada à mais de 99% dos casos de câncer de colo uterino, além de associar-se a lesões precursoras deste tipo de câncer. Um dos fatores mais importantes para o desenvolvimeto destas lesões é a persistência da infecção pelo HPV durante longos períodos. Sabe-se que certas infecções, como a infecção provocada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), certas variantes virais do HPV, além de outros fatores intrínsecos e extrínsecos ao indivíduo, como a resposta imunológica, fatores genéticos, comportamentais e ambientais estão associadas ao aumento do risco de surgimento de neoplasias cervicais. O objetivo do presente estudo foi analisar molecularmente isolados obtidos a partir de mulheres com sorologia positiva para HIV, atendidas em um centro de atendimento localizado no Estado de Sergipe, Brasil. O estudo trata-se de uma análise descritiva e transversal, no qual buscou-se identificar possíveis associações moleculares aos achados clínicos. Para tanto, foi realizada a coleta das amostras cervicais de 275 pacientes atendidas no período de 2014 a 2017. Foi realizada a extração do DNA destas amostras, seguida da detecção molecular de HPV utilizando a técnica de Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) por meio dos primers EntropyA. Os produtos das reações positivas para HPV foram purificados e sequenciados. Foram obtidas 41 sequências, pertencentes a 16 tipos virais distribuídos em 8 espécies. Todas as sequências foram comparadas às respectivas sequências de referência para identificação dos sítios variáveis e descrição destas mutações. Para o conjunto de sequências, foram identificadas 221 mutações no fragmento amplificado do gene L1 de HPV. Foram ainda construídas árvores filogenéticas utilizando o método de máxima verossimilhança para determinação da relação entre as sequências obtidas e sequências depositadas no banco de dados GenBank. Os tipos virais associados ao maior risco oncogênico representaram mais da metade do total de sequências analisadas, com destaque para os tipos HPV16 e HPV35. Quanto às amostras que apresentaram maior número de sítios variáveis, estas pertenceram aos tipos HPV30, HPV54, HPV73, HPV61, HPV86, com destaque para a amostra 360 (HPV86), com 33 sítios distintos da sequência de referência. Neste estudo observou-se que os tipos virais de alto risco apresentaram poucos sítios variáveis para a região analisada, enquanto os tipos virais de baixo risco e provável alto risco apresentaram maior número de sítios variáveis. Este estudo permitiu a análise de isolados de HPV na população de estudo considerada, no entanto, mais estudos são necessários para permitir uma melhor compreensão acerca do impacto destas mutações quanto aos aspectos clínicos associados a estas infecções, bem como aspectos relacionados à biologia do HPV.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2026761 - MARCUS VINICIUS DE ARAGAO BATISTA
Interno - 1897681 - LUCIANE MORENO STORTI DE MELO
Externo ao Programa - 1690189 - EDILSON DIVINO DE ARAUJO

Notícia cadastrada em: 05/08/2019 09:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - dragao3.dragao3 v3.5.16 -r18291-d8b5d91c4a