A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALINE MARIA CRUZ TELES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALINE MARIA CRUZ TELES
DATA: 30/08/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do PROEE
TÍTULO: PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE COCIRCULAÇÃO DAS TRÊS PRINCIPAIS ARBOVIROSES EM SERGIPE ENTRE 2014 E 2018
PALAVRAS-CHAVES: epidemiologia, arbovirus, dengue, zika, chikungunya.
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
SUBÁREA: Epidemiologia
RESUMO:

As arboviroses são doenças infecciosas que estão emergindo e de grande importância, devido à sua habilidade em expandir geograficamente e afetar rapidamente uma gama populacional enorme. Sua transmissão se dá durante o repasto sanguíneo em seres humanos ou outros animais. Os principais vetores são os mosquitos do gênero Culex e Aedes, especificamente o Ae. aegypti. Muitos arbovírus importantes são da família Flaviviridae, do gênero Flavivírus como o Dengue vírus (DENV) e Zika vírus (ZIKV) e da família Togaviridae, gênero Alphavirus como o vírus Chikungunya (CHIKV). O principal vetor, o Ae. aegypti, tem estreita relação com humanos e o Brasil possui uma geografia muito propícia a adaptação e propagação desse artrópode, apresentando um cenário de muita preocupação na saúde. Portanto, é essencial a análise dos dados gerados pelos sistemas de informação, para criar estratégias de ações eficazes e econômicas, pois o impacto das arboviroses na morbidade e mortalidade se intensifica à medida que maior número de pessoas são acometidas com implicações sobre os serviços de saúde, serviço de previdência social, principalmente pela ausência de tratamento, vacinas e outras medidas efetivas de prevenção e controle. Objetivo principal: descrever o retrato epidemiológico das principais arboviroses: dengue, zika e chikungunya no estado de Sergipe no período entre 2014 e julho de 2018. O trabalho consiste em um estudo epidemiológico, descritivo e transversal, utilizando como base de dados o sistema de notificação da vigilância epidemiológica e o índice de infestação predial do levantamento de índice rápido para o Ae. aegypti – LIRAa. Os resultados parciais abordam que vários municípios de Sergipe encontram-se com índice de infestação médio e alto risco para a infecção pelo vetor; e a população notificada foi maior entre as mulheres, pessoas com ensino médio, entre a faixa etária de 20 a 29 anos, moradores da zona urbana, de raça parda; e dentre as mulheres, o maior número de gestante estava no segundo trimestre de gestação. Foram identificados os sintomas clínicos e as patologias prévias, exceto nos casos de ZIKV, pois a ficha de preenchimento não apresenta campo para essa identificação. Em seguida, serão apresentados os aspectos laboratoriais, sorológicos, hospitalização, conclusão da investigação, aspectos ambientais correlacionando com o índice de infestação do mosquito, além de abordar a correlação de óbito e morbidade associados ao quantitativo de notificações.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2393845 - CLIOMAR ALVES DOS SANTOS
Interno - 1888521 - JOSE RODRIGO SANTOS SILVA
Presidente - 1897681 - LUCIANE MORENO STORTI DE MELO

Notícia cadastrada em: 30/08/2018 08:30
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - dragao3.dragao3 v3.5.16 -r18291-d8b5d91c4a