A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CAMILLA DE AGUIAR DALAN

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAMILLA DE AGUIAR DALAN
DATA: 23/01/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 01, Polo de Gestão
TÍTULO: Estabelecimento de Modelo Murino para Neurotuberculose Experimental
PALAVRAS-CHAVES: Neurotuberculose; modelo experimental; desenvolvimento
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Imunologia
RESUMO:

A prevalência global da tuberculose (TB) é acompanhada pelo Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1990. A mesma organização publica anualmente a situação global da doença, assim como também a situação dos países onde a doença não está sob controle. Além disso, nos últimos anos o número de pessoas infectadas pelo Mycobacterium tuberculosis cresce por muitas razões relacionadas como desigualdade social, AIDS, migração e o surgimento de bacilo resistente aos medicamentos. Além disso, a infecção no Sistema Nervoso Central (SNC) pelo bacilo é uma das manifestações clínicas mais devastadoras da doença. Esta forma é denominada meningite tuberculosa (MTB) e se destaca com uma elevada taxa de mortalidade e morbidade entre as manifestações extra-pulmonares. Os fatores de risco para a MTB incluem a idade, a co-infecção com o HIV, desnutrição, crianças com sarampo recente, alcoolismo, doenças malignas, o uso de imunossupressores em adultos e prevalência da doença na comunidade. Entretanto, mecanismos fisiopatológicos da doença precisam ser melhor compreendido. Neste sentido mais pesquisas são urgentemente necessárias para uma melhor compreensão da doença e para estudar novas vacinas contra a doença. Métodos: No dia 0 camundongos C57BL/6 foram desafiados no ventrículo lateral do SNC com técnica de microinjeção esteriotáxica contendo cepa virulenta Mycobacterium tuberculosis (H37Rv). Após 30 dias, o cérebro e pulmão foram analisados por CFU e histologia. Resultados: Neste estudo observou-se grande número de bacilos no SNC determinadas pelo CFU. Além disso, a análise histológica mostrou uma intensa atividade inflamatória no ventrículo, quando o animal foi desafiado com H37RV. demonstrando assim um modelo de infecção com a a cepa H37Rv infundida no ventrículo lateral do SNC nos camundongos machos C57BL/6. Em conclusão, este modelo é o mais próximo com o curso normal da doença em humanos, portanto uma importante estratégia para estudar a fisiopatologia assim como mediadores envolvidos na progressão e prevenção desta doença.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1687696 - WALDECY DE LUCCA JUNIOR
Interno - 2869587 - PATRICIA RODRIGUES MARQUES DE SOUZA
Interno - 1511959 - TATIANA RODRIGUES DE MOURA
Externo ao Programa - 2620109 - LUCIANA VALENTE BORGES

Notícia cadastrada em: 22/01/2015 21:20
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18291-d8b5d91c4a