A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: CAROLINA OLMEDO MÉNDEZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAROLINA OLMEDO MÉNDEZ
DATA: 30/08/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: Fronteiras Identitárias e Corpo: Estudantes Imigrantes Na Universidade Federal De Sergipe
PALAVRAS-CHAVES: Identidade; Corpo; Imigração Qualificada; Modificações corporais
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
RESUMO:

O ponto de partida da presente proposta está na ideia de que a partir da experiência de mobilidade o sujeito encontra-se num paradoxo entre o permanente e o provisório. Nesta condição, o imigrante continua mantendo vínculos com seu país de origem, mas, por um lado, ele aspira ser integrado na sociedade de acolhida, por outro, ele não abre mão dos elementos que o constituem como pertencente a outro grupo. O corpo é uma das possibilidades de pensar a identidade, portanto, é um elemento contestado na experiência de mobilidade já que muitas vezes o imigrante é “denunciado” pelos seus traços fenótipos como aquele que é diferente, que “não é daqui”. Diante disso, o estudo trata da identidade no contexto migratório a partir da dimensão do corpo, portanto, seu objetivo é indagar em que medida a permanência dos vínculos com o país de origem compromete a manutenção ou a transposição das fronteiras identitárias no que se referem à corporalidade; se questiona que tipo de mudanças realizam ou não em seus corpos estes imigrantes, no caso, alunos estrangeiros da UFS baseado na hipóteses de que a permanência dos vínculos condicionam suas decisões no momento de pensar na realização alguma mudança em seus corpos como uma estratégia de integração na sociedade de acolhida. A pesquisa também lança outro olhar para os estudos migratórios descentralizando a associação feita comumente do imigrante à mão de obra já que ele é muito mais que um trabalhador, ele deve ser considerado em sua história, sua trajetória, suas identidades (no caso deste estudo, sua identidade corporal) suas motivações, seu modo de vida, sua visão de mundo etc. Ademais consideramos os estudantes em mobilidade dentro da categoria das migrações qualificadas. Inicialmente foi realizada a coleta de dados quantitativos referentes ao número de alunos estrangeiros presentes na UFS. A pesquisa adotou o método qualitativo e a forma de coleta dos dados foi feito por meio de entrevista com roteiro semiestruturado. Os dados foram analisados com base nas categorias de analise apresentadas no marco teórico e revisão de literatura.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1613135 - CRISTIANO MEZZAROBA
Presidente - 1494768 - MARCELO ALARIO ENNES
Interno - 426602 - ROGERIO PROENCA DE SOUSA LEITE

Notícia cadastrada em: 20/08/2021 17:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema3.ema3 v3.5.16 -r17722-925b7210d0