UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Setembro de 2021


PPGL

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Notícias

Banca de DEFESA: JOÃO PAULO FONSECA NASCIMENTO
24/09/2021 12:30


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOÃO PAULO FONSECA NASCIMENTO
DATA: 28/10/2021
HORA: 15:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO: RECATEGORIZAÇÃO DO OBJETO DE DISCURSO MARIELLE FRANCO NO CIBERESPAÇO: UMA ANÁLISE DE COMENTÁRIOS ON-LINE
PALAVRAS-CHAVES: Referenciação. Objetos de discurso. Estratégias de recategorização. Comentários on-line. Marielle Franco.
PÁGINAS: 101
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Teoria e Análise Lingüística
RESUMO:

Nos estudos contemporâneos, em Linguística Textual, concebe-se a noção de referenciação (LIMA, 2008; KOCH, 2009; CAVALCANTE et al, 2010; BENTES; FERREIRA-SILVA; ACCETTURI, 2017) como uma atividade discursiva de (re)construção de entidades ou objetos de discurso (MONDADA; DUBOIS, 2003). No interior dessa perspectiva de base sociocognitiva (KOCH; CUNHA-LIMA, 2011; VAN DIJK, 2012) e interacional, alinhamos este estudo, para explicitar a relação entre texto e referenciação. Sob tal ótica, o texto, como também o discurso, desenvolve-se em dado contexto situacional, mediante ações linguísticas, cognitivas e sociais. Com foco no estudo do fenômeno da recategorização referencial (APOTHÉLOZ; REICHLER-BÉGUELIN, 1995; LIMA, 2009; CUSTÓDIO FILHO, 2011), analisamos como o objeto de discurso Marielle Franco é recategorizado em comentários on-line em resposta a uma matéria postada no Facebook, na página do G1 Notícias, no dia 16 de setembro de 2019. Essa postagem fala sobre a institucionalização do 14 de março como o Dia dos Defensores de Direitos Humanos, com base na sanção da Lei Marielle Franco (Lei 8490/19 | Lei nº 8490). Escolhemos este corpus em razão da ressonância da execução da vereadora do Rio de Janeiro, filiada ao Partido Socialismo e Liberdade, no dia 14 de março de 2018. O nosso objetivo geral consiste em investigar estratégias linguístico-textual-discursivas, indiciadas (HANKS, 2008) na recategorização do objeto de discurso Marielle Franco em interações on-line. Como objetivos específicos, temos: (i) descrever essas estratégias a partir de comentários sobre a matéria publicada na página do G1 Notícias, no Facebook; e ii) identificar os efeitos de sentido engatilhados por meio do uso de expressões referenciais recategorizadoras. Assumimos esses objetivos devido à hipótese de que os anafóricos não desempenham, apenas, a função de coesão textual, mas também de potenciais produtores de efeitos de sentidos violentos, e isso se dá graças à ancoragem dos seus usos a modelamentos sociocognitivos (BENTES; MORATO, 2021). A natureza de nosso estudo é descritiva (PRODANOV; FREITAS, 2013), de caráter exploratório e faz uso do procedimento técnico documental indireto (MARCONI; LAKATOS, 2017). O corpus é composto por 37 capturas de tela, totalizando 78 comentários. Para a análise, selecionamos uma amostra de 35 comentários, em razão de os outros terem sido descartados, considerando os seguintes critérios de exclusão: (i) comentários que compartilham propagandas; (ii) comentários nos quais não há o fenômeno da recategorização referencial; e (iii) comentários com textos não verbais. Os resultados obtidos apontam que os sujeitos da pesquisa se utilizam das categorias religião, política, raça e gênero como estratégias modeladoras de suas recategorizações. A análise dos dados evidenciou a complexidade desse processo referencial não só reclamando a necessidade de se observar o anafórico essa como uma potente estratégia recategorizadora, mas também denunciando o seu valor violento, quando do seu uso, para recategorizar o que, para esses sujeitos, seria o não categorizável.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1264245 - GERALDA DE OLIVEIRA SANTOS LIMA
Externo ao Programa - 2422200 - TAYSA MERCIA DOS SANTOS SOUZA DAMACENO
Externo à Instituição - ANNA CHRISTINA BENTES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2