Notícias

Banca de DEFESA: ANTONIO ANDESON TAVARES ANDRADE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO ANDESON TAVARES ANDRADE
DATA: 17/06/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Plataforma do Google Meet
TÍTULO: AS MEDIDAS DE CENTRALIDADE EM LIVROS DIDÁTICOS DO ENSINO MÉDIO
PALAVRAS-CHAVES: Ensino de Matemática. Estatística Descritiva. Medidas de Centralidade. Livro didático. Ensino Médio.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Matemática
RESUMO:

O presente trabalho tem como finalidade analisar as abordagens sobre a Estatística Descritiva propostas em duas coleções didáticas de Matemática do Ensino Médio – aprovada pelo PNLD 2018 – sobre as medidas de centralidade. Para cumprir com os objetivos propostos este estudo foi estruturado pelas seguintes questões norteadoras: 1) O Manual do Professor dessas coleções, justifica e complementa orientações para os docentes de maneira a sugerir uma prática que destaque as medidas de centralidade quanto ao seu uso em um contexto? 2) O Livro Didático (LE e MP) dispõe de propostas que favoreçam o desenvolvimento do pensamento estatístico dos estudantes? Para responder a essas questões, realizou-se um estudo qualitativo, baseado em investigação bibliográfica, centrada na análise dos documentos curriculares: os Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio, as Orientações Curriculares Nacionais para o Ensino Médio e o Referencial Curricular do Estado de Sergipe e o Guia PNLD 2018. A Base Nacional Comum Curricular se constituiu em um referencial necessário, embora sua publicação tenha sido posterior à da coleção didática escolhida, tendo em vista a ênfase dada por esse documento às competências e à questão das medidas de tendência central, como uma ferramenta fundamental de análise de dados na Estatística Descritiva. Usamos os elementos da Análise de Conteúdo como procedimento de coleta e de tratamento dos dados definida por Bardin (2016). A fundamentação teórica baseia-se no pensamento estatístico e específico de Wild e Pfannkuch (1999) via reconhecimento da necessidade dos dados, da transnumeração, da onipresença da variação, do conjunto distinto de modelos e do conhecimento do contexto, conhecimento estatísticos e síntese entre eles. Como resultado da análise, constatou-se que, para o desenvolvimento de competências e habilidades relativas à Estatística Descritiva, no tangente às medidas de tendência central, as propostas das coleções analisadas se revelaram incipientes tanto em relações aos documentos oficiais de educação quanto ao pensamento proposto por Wild e Pfannkuch (1999) visto que não contempla de forma satisfatória as suas categorias do pensamento estatístico. Além disso, apenas o Manual do Professor da Coleção B complementa satisfatoriamente orientações para o docente em relação ao desenvolvimento de atividades em prol de um ensino e aprendizagem mais consistente. Ponderando que o Livro Didático é o principal recurso utilizado pela maioria dos professores, recomenda-se que, em edições futuras as proponham atividades mais eficientes sobre a exploração de conceitos relacionados com as medidas de centralidade com vistas a possibilitar a tomada de decisões por parte dos estudantes.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1528716 - MARTA ELID AMORIM MATEUS
Externo à Instituição - LYA RAQUEL OLIVEIRA DOS SANTOS
Externo à Instituição - LINO MARCOS DA SILVA

Notícia cadastrada em: 14/06/2021 12:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r16104-201f40f5e2