A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: JOSE DOUGLAS JUNIOR PEREIRA DE ANDRADE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE DOUGLAS JUNIOR PEREIRA DE ANDRADE
DATA: 31/08/2022
HORA: 20:00
LOCAL: Remota
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA POTABILIDADE DA ÁGUA, ORIUNDA DA RESERVAÇÃO POR MEIO DE CISTERNAS UTILIZADAS PARA CONSUMO NO MUNICÍPIO DE SIMÃO DIAS-SE
PALAVRAS-CHAVES: Abastecimento humano, Reservatórios, Potabilidade de Água, aproveitamento de água.
PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
SUBÁREA: Recursos Hídricos
ESPECIALIDADE: Planejamento Integrado dos Recursos Hídricos
RESUMO:

A água encontra-se no centro de todo desenvolvimento sustentável, sendo responsável por uma gama de serviços, os quais são dependentes desse bem precioso. Os diversos setores como o de segurança alimentar, desenvolvimento industrial, produção de energia, e outros, como de crescimento econômico, ligados à saúde humana, agricultura e outros ligados ao desenvolvimento social e populacional, os quais estão ligados diretamente ao consumo de água, sendo vulneráveis aos impactos da mudança climática. Uma das alternativas para amenizar e enfrentar a escassez hídrica é o aproveitamento das águas pluviais em cisternas, que atingem os telhados das residências e que também podem ser abastecidos pelo sistema público, através de caminhões pipa. Assim, busca-se objetivar a potabilidade das aguas nos reservatórios tipo cisterna, de uso comum entre a comunidade local, analisando relatórios de amostras de analises de qualidade da agua reservada e verificando a potabilidade para o consumo da mesma, bem como avaliar alguns parâmetros de qualidade da agua, como coliformes totais, E. coli, Cloro Residual Livre (mg/L), Turbidez (uT), Fluoreto (mg/L), Fluoretação, Cor (uH) e pH, verificando-se ainda a capacidade de armazenamento do reservatório. A metodologia usada neste estudo constou de pesquisas bibliográficas, análises das amostras de água coletadas pela vigilância municipal. Os resultados obtidos demonstraram que para o índice pluviométrico da região, para residências com três ou mais moradores, os volumes calculados pelos métodos e o volume medido em campo apresentaram índices insatisfatórios. Para residências com dois moradores, os métodos Rippl, Australiano, Azevedo e o volume da cisterna medido em campo, apresentaram índices satisfatórios. Conclui-se que a medida da cisterna coletada em campo não satisfaz como solução em nenhum dos métodos calculados e apresenta o melhor volume de reservatório, os resultados apresentam valores acima do estabelecido pelas Portarias de Potabilidade 518/2007 e 2.914/2011 referentes aos parâmetros cor e gosto, salientando a insegurança em relação ao Sistema público de Abastecimento de Água.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 731922 - RAIMUNDO RODRIGUES GOMES FILHO
Interno - 275.669.353-72 - CLAYTON MOURA DE CARVALHO
Externo ao Programa - 2579022 - GREGORIO GUIRADA FACCIOLI

Notícia cadastrada em: 31/08/2022 19:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r18160-36a7f68df5