Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALICE CONRADO DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALICE CONRADO DE SOUZA
DATA: 17/12/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do DEF
TÍTULO: ANÁLISE DE DESEMPENHO FÍSICO, RECUPERAÇÃO MUSCULAR EM VEGETARIANOS
PALAVRAS-CHAVES: vegetarianismo; dano muscular; aptidão física
PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

Vegetarianos (VEG) apresentam ingestão de nutrientes diferente de onívoros (ONI), o que pode afetar o desempenho físico e na recuperação muscular ao exercício. Visto que pouco foi explorado pela literatura sobre desempenho físico em VEG, menos ainda em veganos (VEGAN), grupo com maior diferença nutricional, faz-se necessário entender como esse padrão dietético pode afetar o desempenho físico e a recuperação muscular após um protocolo de indução de dano muscular (PDM). O objetivo desse estudo é analisar como a dieta OVLA afeta o desempenho físico e a recuperação muscular em indivíduos jovens. O estudo aconteceu em duas fases: na primeira (F1), foram aplicados questionários para avaliação nutricional, de nível de atividade física e testes de aptidão física (capacidade aeróbica, força dinâmica, força isométrica e potência muscular); na segunda fase (F2), VEGAN e ONI foram submetidos a um PDM para análise da recuperação do desempenho físico (Countermovement jump - CMJ), do dano muscular (creatina quinase – CK – e lactato desidrogenase – LDH), de edema (circunferência de coxa - CCx) e amplitude de movimento (ADM) durante as 72 horas após o PDM. Os dados coletados na F1 foram analisados por Anova One-Way / Kruskal-Wallis e na F2 por ANOVA (p ≤ 0,05). A dieta VEG não foi diferente quanto ao desempenho físico para os testes de força dinâmica, força isométrica, potência muscular e capacidade cardiorrespiratória, mesmo apresentando diferença no consumo habitual de proteínas, no consumo energético e no perfil lipídico. Quanto à recuperação muscular, a dieta VEGAN apresentou maior DMT, porém não houve diferença nos demais marcadores de recuperação muscular. Dessa forma, conclui-se que a dieta VEG não influencia no desempenho físico, podendo provocar somente maior dor muscular no momento de recuperação do exercício.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1546651 - MARCOS BEZERRA DE ALMEIDA
Interno - 1698331 - ANDERSON CARLOS MARCAL
Externo ao Programa - 2021286 - LILIANE VIANA PIRES
Notícia cadastrada em: 10/12/2018 08:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r12712-85cc87cea5