Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: AKELINE SANTOS DE ALMEIDA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AKELINE SANTOS DE ALMEIDA
DATA: 17/01/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do DEF
TÍTULO: EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO COM EXERGAME E DO TREINAMENTO FUNCIONAL NA CAPACIDADE RESPIRATÓRIA, QUALIDADE DE VIDA E ESTADO PERCEBIDO DE DEPRESSÃO EM INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON.
PALAVRAS-CHAVES: Doença de Parkinson; Exercício Físico; Jogos de vídeo; Testes de função respiratória; Qualidade de vida; Depressão.
PÁGINAS: 103
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

A doença de Parkinson (DP) é definida como uma desordem degenerativa progressiva dos neurônios dopaminérgicos nigroestriatais, acometendo 1 a 2% da população mundial acima de 55 anos. Tal patologia resulta em disfunções motoras, respiratórias, baixa qualidade de vida e depressão. As alterações motoras podem estar relacionadas as disfunções respiratórias, a baixa qualidade de vida e a depressão em indivíduos com DP. A realização de exercícios físicos minimiza e retarda a evolução dos sinais e sintomas motores em sujeitos com DP, proporcionando aumento da funcionalidade e possível melhoria da capacidade física, respiratória, qualidade de vida e depressão. Dentre os exercícios físicos, o treinamento funcional e o exergame são modalidades novas no treinamento físico de indivíduos com doenças neurológicas, demonstrando resultados significativos na melhora do desempenho motor. Desta forma, os objetivos desta dissertação foram: (1) revisar sistematicamente a literatura sobre a influência dos exercícios físicos na função respiratória em indivíduos com DP; (2) estimar a influência da função motora na capacidade respiratória, na qualidade de vida e no estado percebido de depressão em indivíduos com DP; (3) avaliar e comparar os efeitos do treinamento físico com exergame e do treinamento funcional na capacidade respiratória em indivíduos com DP; (4) avaliar e comparar os efeitos do treinamento físico com exergame e do treinamento funcional na capacidade motora, qualidade de vida e estado percebido de depressão em indivíduos com DP. Verificou-se que os exercícios físicos promoveram melhora na função respiratória em indivíduos com DP. Também foi observado que a função motora influencia na capacidade respiratória e na qualidade de vida em sujeitos com DP. Constatou-se que o treinamento com exergame e o treinamento funcional promoveram melhora na força dos músculos respiratórios, volume de oxigênio máximo, função motora, qualidade de vida e estado percebido de depressão em indivíduos com DP.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2297369 - ROBERTO JERONIMO DOS SANTOS SILVA
Externo ao Programa - 2013648 - VITOR OLIVEIRA CARVALHO
Externo ao Programa - 6186553 - ROSEMEIRE DANTAS DE ALMEIDA
Notícia cadastrada em: 11/01/2018 13:58
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata2.fragata2 v3.5.16 -r12646-2c874e3307