Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RENATA KARYNE TEIXEIRA FONSECA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATA KARYNE TEIXEIRA FONSECA
DATA: 01/02/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório DEF
TÍTULO: BIOMARCADORES DE LESÃO MUSCULAR E OXIDATIVA APÓS EXERCÍCIOS CONTÍNUO E INTERVALADO EM MULHERES HIPERTENSAS
PALAVRAS-CHAVES: hipertensão arterial; envelhecimento; atividade antioxidante e exercício físico.
PÁGINAS: 51
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

A hipertensão arterial é o fator de risco mais importante para eventos cardiovasculares e está associada a diversas outras doenças. A prática de exercícios físicos é eficazpara a prevenção eo tratamento da hipertensão, o que permite que o mesmo seja utilizado enquanto terapia não farmacológica. Porém,a depender da intensidade e método deste exercício poderá levar o organismo ao estresse oxidativo. O objetivo do presente estudo foi analisar a resposta aguda dos marcadores de lesão muscular e de estresse oxidativo após exercícios contínuo e intervalado em mulheres hipertensas sob controle farmacológico. As mulheres hipertensas foram submetidas a 3 sessões experimentais, de forma randomizada, sendo: #1. Protocolo intermitente de alta intensidade (HIIE) com densidade de 1:3; #2.Contínuo de moderada intensidade e #3. Controle sem exercício físico.Anteriormente e posteriormente aos protocolos, amostras sanguíneas foram coletadas para analisar alguns biomarcadores de lesão muscular e de estresse oxidativo. No exercício contínuo moderado, houve aumento de TBARS, hidroperóxido, carbonilação de proteínas (p<0,05), mas nãosubstâncias endógenas antioxidantes, sugerindo que a partir de um exercício contínuo e de intensidade moderada tenha ocorrido agudamente dano oxidativo. Contudo, embora o HIIE tenha aumento a quantidade sérica deEROs (p<0,05) e de marcadores de dano muscular,parece não ter ocorrido dano oxidativo, uma vez que resultou em concomitante aumento de substâncias antioxidantes. A partir dos resultados obtidos conclui-se que o exercício intervalado de alta intensidade possui melhor resposta antioxidante se comparado ao exercício de intensidade contínua moderada em mulheres hipertensas de meia idade e idosas, mesmo com o aumento agudo no dano muscular.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1546651 - MARCOS BEZERRA DE ALMEIDA
Presidente - 2019019 - MARZO EDIR DA SILVA
Interno - 1849740 - ROGERIO BRANDAO WICHI
Notícia cadastrada em: 24/01/2017 11:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata4.fragata4 v3.5.16 -r12646-2c874e3307