Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: TALITA KIZZY BARBOSA BARRETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TALITA KIZZY BARBOSA BARRETO
DATA: 11/05/2015
HORA: 14:00
LOCAL: DEF
TÍTULO: Acompanhamento Nutricional de iniciantes e atletas portadores de deficiências físicas de Aracaju
PALAVRAS-CHAVES: Acompanhamento Nutricional; Deficiência física; Atletas; Ingestão alimentar; Composição corporal
PÁGINAS: 64
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

A imobilização causada deficiência física contribui para o surgimento das DCNT’s. O exercício físico é um fator que auxilia na melhor mobilização do tecido adiposo e melhoria da qualidade de vida. Por isso, alimentação adequada aliada a atividade física influenciarão no desempenho do atleta deficiente e na saúde. O presente trabalho foi dividido em duas etapas. A primeira teve o objetivo de comparar a ingestão alimentar e o perfil nutricional entre portadores de deficiências físicas atletas e sedentários, enquanto a segunda avaliou a evolução durante o acompanhamento nutricional sobre a composição corporal, a ingestão nutricional e os hábitos alimentares. Participaram 30 atletas da primeira etapa do trabalho. Os atletas apresentaram maior massa muscular, com maior CMB (0,07>p>0,05) e menor DCT (p<0,05). Em relação à alimentação, os atletas apresentaram maior ingestão nutricional e alimentar do que os sedentários, no entanto, ambos apresentaram elevada prevalência de inadequações de macro e micro nutrientes. Os sedentários apresentaram significativamente uma maior inadequação quanto à ingestão de fibras, carboidrato, proteína e gordura poli-insaturada (p<0,05), e apresentaram também ao maior percentual de inadequação na ingestão de Vitamina C, B12 e Folato e Magnésio (p<0,05). Ambos os grupos tiveram muitas inadequações quanto às recomendações de porções alimentares, sendo a diferença significativa para o grupo das hortaliças (p<0,05). Na segunda etapa do estudo, 14 participantes, sendo 8 atletas e 6 iniciantes na atividade. Todos receberam acompanhamento nutricional e foram analisados separadamente. Após o acompanhamento, os iniciantes tiveram tendência da diminuição da DCT. Foi observado aumento do número de refeições (p<0,05) e redução no intervalo e na omissão das mesmas para os grupos. Os iniciantes tiveram uma tendência ao aumento da ingestão de gordura poli-insaturada e fibras solúveis após a intervenção (0,07>p>0,05). Ambos os grupos apresentaram uma elevada prevalência de efeitos positivos na ingestão de macronutrientes e porções alimentares.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1840655 - EMERSON PARDONO
Interno - 1695058 - MARCO ANTONIO PRADO NUNES
Externo ao Programa - 1632071 - DANIELLE GOES DA SILVA
Notícia cadastrada em: 29/04/2015 10:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata2.fragata2 v3.5.16 -r12762-01b8f192c5