A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JORDANA DANTAS RODRIGUES REIS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JORDANA DANTAS RODRIGUES REIS
DATA: 20/11/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Teleconferência do RENORBIO
TÍTULO: Desenvolvimento de ferramentas moleculares para o diagnóstico e genotipagem de papilomavírus canino
PALAVRAS-CHAVES: papilomavírus canino, diagnóstico molecular, genotipagem, desenvolvimento
PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Genética
SUBÁREA: Genética Molecular e de Microorganismos
RESUMO:

O papilomavírus canino (CPV) é o agente etiológico da papilomatose viral canina, que afeta os cães comneoplasias epiteliais: benigna (papilomas e placas pigmentadas) e maligna (carcinoma de célulasescamosas - CCE). Observando-se que as lesões podem diferir de acordo com a variabilidade genética dovírus. O CPV possui 24 tipos, distribuídos em três gêneros: o Chipapillomavirus (ChiPVs) que estárelacionado com as placas pigmentadas; o Lambdapapillomavirus (LambdaPVs) e Taupapillomavirus(TauPVs) com os papilomas orais e cutâneos. Para o diagnóstico molecular do vírus, já foram utilizadosprimers degenerados, como: o CP4/CP5, FAP59 /FAP64, MY09/11 e CanPVf/FAP64. Até o momento,não existem primers de detecção geral desenhados especificamente para CPV e nem um conjunto deprimers específicos para todos os tipos de CPV, o que diminui a eficácia para a identificação dosdiferentes tipos descritos, devido a heterogeneidade das sequências de nucleotídeos. Por isso, esse estudotem como objetivo desenvolver novas ferramentas moleculares de diagnóstico e genotipagem de CPV,visando aumentar o rastreamento dos tipos envolvidos nas infecções. E para o desenvolvimento destasferramentas, foram utilizados métodos de Bioinformática baseados em sequências do gene L1 de CPV1-23, obtidas a partir do banco de dados Papillomavirus Episteme (PaVE). Primeiro, o método baseado naentropia de Shannon, que detecta regiões conservadas e informativas do genoma, foi utilizado para odesenho dos primers degenerados. Em seguida, para o desenho dos primers específicos utilizou-se osoftware Primer3plus. Os 23 pares de primers foram divididos em cinco blocos. Dois blocos foramtestados em 33 amostras biológicas, assim como os diferentes primers degenerados descritos naliteratura. Tirando o MY09/11, que não amplificou nenhuma amostra; os demais primers degeneradosamplificaram todas as amostras, que foram identificadas por genotipagem como CPV1. Os primersdegenerados: Entro_CPVF/Entro_CPVR; que foram desenhados neste estudo, só foram validadoscomputacionalmente. Para o multiplex, os blocos I e II foram padronizados e testados, identificando acoinfecção entre CPV1 e CPV6, em todas as amostras; e a coinfecção entre CPV1, CPV6 e CPV19, paraa amostra 20. O bloco IV que começou a ser padronizado, amplificou o CPV20 na amostra 9.Comparando com a literatura, é o primeiro relato de coinfecção entre esses tipos. O CPV6 nunca tinhasido identificado em papilomas orais e em casos de CCE. E é o segundo trabalho a detectar o CPV19 e oCPV20. Este resultado destaca a importância de se utilizar diferentes estratégias de diagnóstico para adetecção do CPV, assim como de se utilizar primers específicos para detectar múltiplas infecções. Porfim, será disponibilizado dois conjuntos de primers, um par de primer para detecção geral e primersmultiplex PCR, que irão contribuir para o diagnóstico e genotipagem do papilomavírus canino.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2022042 - DANIEL PEREIRA DA SILVA
Externo à Instituição - FERNANDA LAYS SOUZA GOES SANTOS
Externo ao Programa - 1897681 - LUCIANE MORENO STORTI DE MELO
Interno - 2026761 - MARCUS VINICIUS DE ARAGAO BATISTA

Notícia cadastrada em: 26/10/2023 19:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r18980-7ea6722953