A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: KATHLLEEN ALVES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KATHLLEEN ALVES DA SILVA
DATA: 18/10/2023
HORA: 09:00
LOCAL: CPPGI
TÍTULO: Fatores que influenciam a ortorexia nervosa
PALAVRAS-CHAVES: Escala; Validação; Questionário.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A Ortorexia Nervosa (ON) é considerada um comportamento alimentar e acontece quando abusca pela alimentação saudável se torna uma obsessão que começa a prejudicar a capacidadedo indivíduo em participar da sociedade cotidiana. Ainda não existe um consenso oficial paraidentificar e diagnosticar a ON. A escala de Ortorexia Teruel (TOS) é composta por itens queavaliam características de Ortorexia Nervosa e Ortorexia Saudável (OS), este caracteriza osindivíduos interessados em alimentação saudável sem patologia, focada em nutrição adequadapara manter a saúde sem práticas extremas. Essa escala tem apresentado confiabilidadesatisfatória para identificação da ON. O conhecimento nutricional engloba tanto a compreensãobásica dos nutrientes dos alimentos como também as decisões sobre as escolhas alimentaresdiárias. O aumento do conhecimento nutricional dos indivíduos é considerado uma forma demelhorar o comportamento alimentar. O objetivo do presente estudo foi adaptar e validar duasescalas de atitudes para avaliar a Ortorexia nervosa e conhecimento nutricional em uma amostrade estudantes de graduação e pós-graduação do Campus Universitário Professor AlbertoCarvalho/UFS. Primeiro foram adaptadas as duas escalas para o português, em seguida 334alunos universitários de graduação e pós-graduação responderam um questionário com questõessobre atitudes em relação à Ortorexia Nervosa, conhecimento nutricional e um questionáriosocioeconômico. A pesquisa se caracteriza como quantitativa. A análise estatística foi realizadapelo uso de análise fatorial exploratória e confirmatória e Teoria de Resposta ao Item (TRI). Aescala para Ortorexia Nervosa apresentou um modelo com dois fatores e a escala deConhecimento Nutricional apresentou um modelo com um fator. As duas escalas analisadasapresentaram propriedades psicométricas adequadas. Foi observado que as pessoas quefrequentam o nutricionista têm escores médios maiores de Ortorexia saudável em relaçãoàqueles que não frequentam. Ainda em relação a Ortorexia saudável foi verificada diferençaestatística significativa entre aqueles que frequentam o nutricionista 1 ou 2 vezes em relaçãoàquelas que não frequentam. Aqueles que recebiam orientações médicas também apresentaramescores médios maiores de Ortorexia saudável em relação àqueles que não recebiam ourecebiam e não seguiam. Os escores médios maiores também foram observados entre aquelasque avaliavam a quantidade de atividade física como suficiente e mais que suficiente. Nãoforam observadas diferenças significativas nos testes envolvendo Ortorexia Nervosa eConhecimento Nutricional e as demais variáveis do estudo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1763997 - JOSE RONALDO DOS SANTOS
Externo ao Programa - 3271662 - KATTY ANNE AMADOR DE LUCENA MEDEIROS
Presidente - 1641977 - MARCIO ANDREI GUIMARAES

Notícia cadastrada em: 16/10/2023 10:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r18966-bf93dfabd7