A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIEL OLIVEIRA REIS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIEL OLIVEIRA REIS
DATA: 23/08/2023
HORA: 14:00
LOCAL: NIPPEC
TÍTULO: Possíveis efeitos da conversão de terras, invasão biológica e mudanças climáticas na distribuição de duas espécies da Caatinga
PALAVRAS-CHAVES: Antropização; Exóticas invasoras; Alterações climáticas; Savana estépica.
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A conversão de terras, as invasões biológicas e as mudanças climáticas são as maioresameaças a biodiversidade do planeta. Desta forma, o presente trabalho buscou compreendercomo a distribuição de duas espécies nativas da Caatinga podem ser afetadas pelo efeitosinérgico desses fatores. Para isso foram escolhidas as espécies nativas Amburana cearensis(Allemão) A.C.Sm. e Schinopsis brasiliensis Engl. e as exóticas invasoras Leucaenaleucocephala (Lam.) e o Complexo Prosopis juliflora - Prosopis pallida. Após isso, foramobtidos pontos georreferenciados dessas espécies em diferentes bases de dados online. Essespontos foram correlacionados com variáveis climáticas e edáficas e utilizados para realizaçãode modelos de distribuição potencial utilizando os algoritmos GAM, Maxent, RF e GBM. Osmodelos das espécies nativas e exóticas invasoras foram binarizados e depois sobrepostos comáreas antropizadas. Dos 642.202 km² de área susceptível para ocorrência de S. brasiliensis nopresente, 35% se encontra antropizada. No cenário pessimista de 2080-2100 essa área éreduzida para 259.024 km², sendo 39% dessa área antropizada. Para esse último cenário, nasáreas com essas condições de conservação, a sobreposição de nicho com L. leucocephala foiestimada em 97.993 km² e em 99.950 km² com o complexo Prosopis juliflora - Prosopispallida. Já para A. cearensis, dos 859.594 km² de área adequada no presente, 28% se encontraantropizada e no período de 2080-2100, sob previsões pessimistas, pode ocorrer uma reduçãopara 787.349 km², com cerca de 27% dessa área antropizada. A sobreposição com L.leucocephala foi de 180.072 km² e de 175.903 km² com o complexo Prosopis juliflora -Prosopis pallida. Assim, os modelos obtidos sugerem que as mudanças climáticas previstaspara os próximos anos poderão diminuir drasticamente a extensão de ocorrência das espéciesnativas e que o cenário apresentado poderá ser ainda pior devido a elevada sobreposição denicho apresentada pelas nativas com as exóticas invasoras em áreas com condições deconservação que favorecem L. leucocephala e o Prosopis juliflora - Prosopis pallida.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1715088 - JULIANO RICARDO FABRICANTE
Interno - 1116155 - LARISSA MONTEIRO RAFAEL
Externo à Instituição - RANDSON MODESTO COÊLHO DA PAIXÃO

Notícia cadastrada em: 09/08/2023 10:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r18966-bf93dfabd7