A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: FRANCIELLY OLIVEIRA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCIELLY OLIVEIRA DA SILVA
DATA: 23/02/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferencia
TÍTULO: Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit: impactos sobre a vegetação nativa do Parque Nacional Serra de Itabaiana, Sergipe e modelagem de nicho climático
PALAVRAS-CHAVES: Invasão Biológica; Impactos Ambientais; Ambiente Invadido
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

As invasões biológicas (IB) são uma das principais ameaças à biodiversidade global e sãoresponsáveis por gerar prejuízos econômicos substânciais a agricultura e pecuária. Dianteda gravidade dos efeitos das IB e da baixa disponibilidade de informações sobre a maioriadas espécies que causam esse processo, o presente estudo teve como objetivo avaliar osimpactos da exótica invasora Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit sobre a floraautóctone do Parque Nacional Serra de Itabaiana, Sergipe e avaliar a distribuiçãopotencial atual e futura para a espécie por meio da modelagem de nicho climático. Paraaferir os impactos de L. leucocephala sobre a vegetação nativa do local de estudo foramplotadas 20 parcelas, sendo metade em sítios invadidos pela espécie e a outra metade emsítios não invadidos. No interior dessas unidades amostrais, os indivíduos de todas asespécies lenhosas foram contabilizados e com esses dados foram realizadas as análisesestatísticas. Para avaliar a distribuição potencial da espécie, foram obtidos pontos deocorrência georreferenciados nas bases de dados SpeciesLink e GBIF. As análises foramrealizadas para o momento presente e futuro usando variáveis bioclimáticas obtidas noWorldclim 2.0. Para a realização da modelagem utilizou-se diferentes algoritmos paragerar um modelo consensual. Foram amostradas 41 espécies no ambiente invadido e 18no ambiente não invadido. Segundo as análises realizadas, há diferenças significativas nacomposição, riqueza e diversidade entre os ambientes estudados. Os resultados da análisede modelagem indicaram alta susceptibilidade de ocorrência para a espécie em todo oterritório brasileiro. Os resultados também sugerem que sua área de ocorrência potencialpoderá aumentar caso as previsões de mudanças no clima para os próximos anos seconcretizem.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - GILCEAN SILVA ALVES
Presidente - 1715088 - JULIANO RICARDO FABRICANTE
Interno - 1116155 - LARISSA MONTEIRO RAFAEL

Notícia cadastrada em: 02/02/2022 14:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r18966-bf93dfabd7