A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de DEFESA: ANGÉLICA OLIVEIRA DE ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANGÉLICA OLIVEIRA DE ALMEIDA
DATA: 20/01/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferencia
TÍTULO: A EDUCAÇÃO EM SOLOS NO CONTEXTO DOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
PALAVRAS-CHAVES: Solos; Sala de Aula Invertida; Ensino e Aprendizagem
PÁGINAS: 129
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A sobre-explotação dos recursos naturais tem impactado diretamente naexpansão dos processos de degradação ambiental. Dentre os recursos atingidos pelosprocessos destrutivos está o solo cuja degradação atinge percentuais consideradospreocupantes. Nesse sentido, e diante da importância do solo para manutenção da vida,é necessário desenvolver de forma significativa o ensino sobre ele na escola. Objetiva-se com este trabalho analisar a abordagem sobre o tema solos e a contribuição do uso demetodologias ativas no processo de ensino e aprendizagem desse tema no currículo deCiências e Geografia nos anos finais do ensino fundamental. Para isso, foi desenvolvidauma sequência didática no 6° ano do ensino fundamental sobre o tema Educação emSolos, considerado um ramo da Educação Ambiental, com o uso de uma metodologiaativa, sala de aula invertida e embasado no método construtivista. Como principaisresultados, tem-se que o livro didático, apesar de ser a principal base de disseminaçãode conteúdos, por si próprio não se constitui como eficaz no processo de ensino eaprendizagem sobre o referido tema. A atividade de campo se constituiu como ricafornecedora de dados e materiais para uso em sala de aula. A entrevista com oseducadores dos componentes curriculares de Ciências e Geografia apontou para umaabordagem tradicional de ensino majoritariamente baseado no uso dos solos para
agricultura. Através da aplicação de questionário, constatou-se que os conhecimentosdos educandos sobre solos são mínimos e ligados ao uso deste para plantação,implicando necessidade de práticas que levem a um aprendizado mais profundo. Ainversão da sala de aula apresentou resultados positivos quanto à participação doseducandos durante o momento síncrono, percebido através das perguntas, curiosidades,discussões e engajamento, dessa forma, espera-se ter ampliado o conhecimento sobre otema, contribuindo assim na disseminação e sensibilização quanto ao uso sustentáveldesse recurso.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1496786 - CRISTIANO APRIGIO DOS SANTOS
Externo à Instituição - Manuella Vieira Barbosa Neto
Interno - 2025887 - VALERIA PRISCILA DE BARROS

Notícia cadastrada em: 16/12/2021 10:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2024 - UFRN - bigua2.bigua2 v3.5.16 -r18966-bf93dfabd7