A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: CAROLINE SILVA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAROLINE SILVA DOS SANTOS
DATA: 23/02/2022
HORA: 14:30
LOCAL: meet.google.com/xii-sxbg-xry (virtual)
TÍTULO: O papel das interações bióticas na diversidade e estrutura da guilda trófica de aves seguidoras de formigas-de-correição em macroescala
PALAVRAS-CHAVES: montagem de assembleias; estrutura filogenética; estrutura funcional; guilda trófica; aves seguidoras de formigas-de-correição; cleptoprasitismo.
PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

Os determinantes da estrutura e dinâmica de assembleias ecológicas envolvem diferentes fatores, e uma compreensão clara sobre o papel desses fatores ainda permanece incompleta na ecologia. Abordagens teóricas e metodológicas recentes têm contribuído para entender essas questões, sobretudo através de medidas de diversidade e estrutura filogenética e funcional. Contudo, a grande diversidade de formas de interação ecológica entre organismos, sobretudo em regiões tropicais, pode indicar uma complexidade ainda maior, e que os padrões de assembleia em macroescala possam depender dessas formas particulares de interação. Esse estudo tem como objetivo investigar como a interação entre aves-seguidoras e formigas-de-correição – um tipo particular de interação denominada cleptoparasitismo – afeta os padrões macroecológicos de diversidade e estrutura de comunidades das aves dessa guilda trófica específica. A partir da identificação e caracterização das distribuições geográficas das espécies de aves e formigas-de-correição que ocorrem nas regiões Neotropical e Afrotropical, buscaremos investigar como a co-ocorrência entre esses grupos de organismos influencia a diversidade e estruturas filogenética e funcional da guilda de aves; seus níveis de especialização em relação ao recurso, i.e., às formigas-de-correição, e investigar se existe convergência dos padrões de guilda compostas por diferentes linhagens evolutivas nas regiões Neotropical e Afrotropical. Investigaremos essas questões através de técnicas macroecológicas, a partir de informações obtidas em levantamentos bibliográficos e bases de dados específicas sobre as espécies de aves, de formigas-de-correição, suas distribuições geográficas, níveis de especialização das aves na guilda, além de informações filogenéticas e fenotípicas das aves, as quais serão usadas para estimar a diversidade e estruturas filogenética e funcional das guildas. Esperamos que áreas com maior riqueza de formigas determinem maior diversidade funcional e filogenética de aves e um maior agrupamento na estrutura de assembleia, ou seja, que a maior disponibilidade de recursos determine menores níveis de competição interespecíficas em aves, permitindo a coexistência de espécies filogenética e funcionalmente mais similares. Além disso, esperamos que a maior riqueza de formigas determine um maior grau de especialização entre as aves associadas. Por fim, espera-se que os padrões de diversidade e estrutura funcional da guilda sejam dependentes da história evolutiva e biogeográfica das espécies nas diferentes ecoregiões.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2019114 - SIDNEY FEITOSA GOUVEIA
Interno - 1714324 - JEAN CARLOS SANTOS
Externo à Instituição - CRISÓFORO FABRICIO VILLALOBOS CAMACHO

Notícia cadastrada em: 14/02/2022 14:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - dragao2.dragao2 v3.5.16 -r17718-4d8e4e57be