A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Noticias

Banca de DEFESA: LUANA MOURA DELMONDES FREITAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUANA MOURA DELMONDES FREITAS
DATA: 28/02/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Mini Auditório do PROZOOTEC/UFS
TÍTULO: Avaliação termográfica muscular e resposta comportamental de equinos submetidos a exercícios funcionais e acupuntura
PALAVRAS-CHAVES: acupontos, etologia, mobilização dinâmica, relaxamento, termografia.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

A adoção de um programa de exercícios funcionais em equinos atletas ou de trabalho é uma prática que vem se popularizando na equideocultura pois visa, principalmente, o fortalecimento muscular destes animais. O objetivo foi avaliar o grau de ativação muscular e a intensidade do relaxamento de equinos de patrulhamento submetidos à exercícios de mobilização dinâmica associados ou não à acupuntura. Foram usados doze cavalos castrados, sem raça definida, com idade média de 10 ± 2,0 anos e peso médio de 450,0 ± 30 kg. Os tratamentos foram: sessão única de exercícios de mobilização dinâmica (flexão cervical longitudinal da cabeça entre os cascos, entre os carpos e até o peito); sessão única de acupuntura com duração de 20 minutos; sessão única composta por exercícios de mobilização dinâmica seguidos de acupuntura. As filmagens termográficas foram obtidas durante 1 minuto antes da aplicação dos tratamentos e imediatamente após, durante 5 minutos consecutivos. As regiões analisadas foram: cervical, torácica, dorsal, abdominal e pélvica. A avaliação comportamental foi feita por meio de filmagem 5 minutos antes e 10 minutos após o término da realização dos tratamentos, de maneira ininterrupta. Foram avaliadas as frequências dos seguintes comportamentos: baixada de pescoço (C1), exposição do pênis (C2), mastigação (C3), bufando (C4), cochilando (C5), apoiado sobre três membros (C6), orelhas caídas lateralmente (C7) e espojando (C8). Os resultados mostraram um aumento (P <0,0001) na temperatura corporal dos animais ao final da sessão única de exercícios funcionais, para todas as regiões estudadas, sendo a cervical e torácica aquelas com maior valor de temperatura final (34,35 ± 0,24 °C e 34,13 ± 0,22 °C, respectivamente). Não houve variação da temperatura nos demais tratamentos (P>0,05). Para todos os tratamentos os equinos apresentaram maior frequência (P<0,05) na expressão de comportamentos relacionados ao relaxamento. Para os animais submetidos aos exercícios funcionais os comportamentos que apresentaram aumento foram C1, C2 e C3, aqueles submetidos à acupuntura realizaram com maior frequência os comportamentos C3 e C5, já os equinos submetidos à associação de exercício com acupuntura demonstraram maior ocorrência dos comportamentos C3, C5 e C8. Conclui-se que a realização de uma sessão única de exercícios de mobilização dinâmica é suficiente para promover uma intensa resposta muscular em todo o corpo do equino, principalmente nas regiões cervical e torácica. Além disso, tanto os exercícios funcionais quanto a acupuntura, de maneira individual ou associada, são capazes de promover relaxamento, interferindo de maneira positiva no bem-estar dos animais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2016178 - CARLOS OTAVIO DAMAS MARTINS
Externo à Instituição - KÁTIA DE OLIVEIRA
Presidente - 2019850 - PAULA GOMES RODRIGUES

Notícia cadastrada em: 05/02/2020 11:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2022 - UFRN - ema2.ema2 v3.5.16 -r17743-f9ff511828