UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 24 de Abril de 2024

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


    Últimas Notícias

31/07/2020 Resultado Final do Processo Seletivo Para Bolsista PIBID
29/07/2020 PIBID 2020 – Subprojeto Química – São Cristóvão - Resultado Preliminar
29/07/2020 PIBID 2020 – Subprojeto Química – São Cristóvão
15/07/2020 RESULTADO DO PROCESSO SELETIVO DE LICENCIANDOS (AS) PARA O PROGRAMA ...

Apresentação do Departamento

 

O Departamento de Química (DQI) do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CCET) da
Universidade Federal de Sergipe (UFS) foi criado no âmbito de uma grande mudança
administrativa e acadêmica que ocorreu na UFS em 1978, com a expansão de cursos, ingresso de
novos alunos, contratação de professores e servidores administrativos. O Instituto de Química e o
Instituto de Matemática e Física foram unificados para dar origem ao CCET, que reunia na ocasião
seis departamentos ou unidades independentes, dentre estes estava o Departamento de Química.
Como o Instituto de Química coordenava os cursos de Química Industrial, Licenciatura em
Química, Bacharelado em Química e Engenharia Química, o DQI assumiu os três primeiros,
enquanto o curso de Engenharia Química ficou com a responsabilidade do Departamento de
Engenharia Química (DEQ). Alguns anos depois o curso de Química Industrial foi transferido para
o DEQ. Na ocasião (qual ocasião? Tem uma data específica ou o ano??), o corpo docente do DQI
contava com cerca de 20 professores. Dentre estes, alguns que vieram da Escola de Química, como
Maria Carmem Barreto, que começou sua carreira como professora em 1955, Hélio Ferreira dos
Santos, Leda Lima Andrade, Manoel Francisco de Andrade Filho, dentre outros.
Com a adesão da UFS (2007) ao Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das
Universidades Federais (REUNI), o DQI aumentou seu corpo docente para os atuais 41 professores,
sendo 40 doutores e 01 mestre. O Departamento de Química (DQI) ampliou seu corpo técnico-
administrativo com a contratação de 10 técnicos de laboratório e 04 assistentes administrativos.
Essa expansão teve impacto positivo no desempenho do DQI em relação aos três pilares da
universidade: ensino, pesquisa e extensão. A atuação do departamento nesses três pilares propicia
aos professores manterem-se atualizados quanto aos avanços científicos da Química Moderna, além
de favorecerem as conexões com profissionais do mercado de trabalho. Esses benefícios são
repassados aos estudantes, tanto na experimentação realizada nos laboratórios de graduação e
pesquisa, quanto nas salas de aula, eventos científicos e estágios em empresas do estado.
O Projeto Pedagógico dos cursos de Licenciatura em Química (noturno) e Bacharelado em Química
(vespertino) foram atualizados recentemente (2019), destacando-se, neste contexto, a inserção de
uma vertente de empreendedorismo no currículo do Bacharelado, para atender aos 460 alunos, com
entradas anuais de 60 alunos para a Licenciatura em Química e 50 alunos para o Bacharelado em
Química. Atualmente, o departamento conta com a atuação de dois coletivos estudantis, o Centro
Acadêmico (CALIQ) que atuam no acolhimento e orientação aos ingressantes e veteranos e a
Empresa Júnior de Química (QUIMTEC) que tem como papel pedagógico o desenvolvimento das
habilidades interpessoais com foco no empreendedorismo para setor químico.

O Departamento de Química (DQI) do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CCET) daUniversidade Federal de Sergipe (UFS) foi criado no âmbito de uma grande mudançaadministrativa e acadêmica que ocorreu na UFS em 1978, com a expansão de cursos, ingresso denovos alunos, contratação de professores e servidores administrativos. O Instituto de Química e oInstituto de Matemática e Física foram unificados para dar origem ao CCET, que reunia na ocasiãoseis departamentos ou unidades independentes, dentre estes estava o Departamento de Química.Como o Instituto de Química coordenava os cursos de Química Industrial, Licenciatura emQuímica, Bacharelado em Química e Engenharia Química, o DQI assumiu os três primeiros,enquanto o curso de Engenharia Química ficou com a responsabilidade do Departamento deEngenharia Química (DEQ). Alguns anos depois o curso de Química Industrial foi transferido parao DEQ. Na ocasião, o corpo docente do DQI contava com cerca de 20 professores. Dentre estes, alguns que vieram da Escola de Química, como Maria Carmem Barreto, que começou sua carreira como professora em 1955, Hélio Ferreira dos Santos, Leda Lima Andrade, Manoel Francisco de Andrade Filho, dentre outros.

Com a adesão da UFS (2007) ao Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão dasUniversidades Federais (REUNI), o DQI aumentou seu corpo docente para os atuais 41 professores,sendo 40 doutores e 01 mestre. O Departamento de Química (DQI) ampliou seu corpo técnico-administrativo com a contratação de 10 técnicos de laboratório e 04 assistentes administrativos.Essa expansão teve impacto positivo no desempenho do DQI em relação aos três pilares dauniversidade: ensino, pesquisa e extensão. A atuação do departamento nesses três pilares propiciaaos professores manterem-se atualizados quanto aos avanços científicos da Química Moderna, além de favorecerem as conexões com profissionais do mercado de trabalho.

Esses benefícios são repassados aos estudantes, tanto na experimentação realizada nos laboratórios de graduação epesquisa, quanto nas salas de aula, eventos científicos e estágios em empresas do estado.O Projeto Pedagógico dos cursos de Licenciatura em Química (noturno) e Bacharelado em Química(vespertino) foram atualizados recentemente (2019), destacando-se, neste contexto, a inserção deuma vertente de empreendedorismo no currículo do Bacharelado, para atender aos 460 alunos, comentradas anuais de 60 alunos para a Licenciatura em Química e 50 alunos para o Bacharelado em Química. Atualmente, o departamento conta com a atuação de dois coletivos estudantis, o CentroAcadêmico (CALIQ) que atuam no acolhimento e orientação aos ingressantes e veteranos e aEmpresa Júnior de Química (QUIMTEC) que tem como papel pedagógico o desenvolvimento das habilidades interpessoais com foco no empreendedorismo para setor químico.

 

E-mail:

dqi@academico.ufs.br

Telefone:

(79)-3194-6650

Chefia:

(79)-3194-6659

 

Chefia do Departamento:
LISIANE DOS SANTOS FREITAS
Telefone(s):
31946650(Secretaria)
Endereço Alternativo:
Não informado

<< voltar

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2024 - UFRN v3.5.16 -r19130-f2d2efc73e