UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Fevereiro de 2024

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


PROLETRASI

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM LETRAS - ITA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARI GERALDA D'AVILA CARDOSO
26/10/2023 13:22


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARI GERALDA D'AVILA CARDOSO
DATA: 31/10/2023
HORA: 08:30
LOCAL: online
TÍTULO: CARNAVALIZAÇÃO NO FILME SHREK
PALAVRAS-CHAVES: Shrek. Leitura. Carnavalização. Ressignificação valorada. Compreensão ativa.
PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Lingüística Aplicada
RESUMO:

Este projeto de pesquisa tem como objetivo aprofundar nossa compreensão das possibilidades de leitura ética e discursiva na escola, focando no livro Shrek, de William Steig, publicado em 1990, e sua primeira adaptação cinematográfica, dirigida por Andrew Adamson e Vicky Jenson, em 2001, pela Dream World. O projeto faz uso das categorias ambivalência, paródia, grotesco e cultura popular, que sustentam a proposta de análise da carnavalização em Bakhtin. Ao aplicar os conceitos de Bakhtin à análise de Shrek, pretende-se observar como as diferentes vozes dessas criações artístico-literárias (autor, personagens, vozes sociais) entram em diálogo com os valores assumidos pelas vozes encontradas nos contos de fadas tradicionais e pela sociedade contemporânea. A pesquisa investiga possibilidades de leitura ético-discursivo-estilística do livro Shrek e sua adaptação para o cinema, tomando como base os procedimentos da carnavalização, à luz da teoria desenvolvida por Mikhail Bakhtin (2011). Nesse contexto, será aplicada a proposta didática de percurso de leitura literária desenvolvida de Carvalho (2021, 2023), explorando as capacidades de linguagem em atividades voltadas para a ressignificação valorada. Nossa hipótese central é que a percepção dos elementos da carnavalização possui um papel significativo no processo de leitura com ressignificação valorada em textos de humor. Acredita-se que essa compreensão contribui para o desenvolvimento do domínio da compreensão ativa, responsável e responsiva das obras artístico-literárias, oferecendo possibilidades de análise textual em sala de aula que ajudam a problematizar a construção de sentido dos enunciados e ampliar a sua capacidade crítica. A carnavalização, de acordo com Bakhtin, não é apenas uma subversão das convenções sociais, mas também uma oportunidade de reavaliar e explorar valores culturais e sociais preexistentes na criação estética e no mundo da vida. Nesta pesquisa, realiza-se um estudo de caso que explora a leitura com ressignificação valorada de Shrek, tanto em sua forma literária quanto cinematográfica, em oposição aos valores preconizados pelos contos de fadas tradicionais. Sob o enfoque da compreensão responsiva e responsável, os participantes da pesquisa irão contrastar os valores tradicionais dos contos de fadas com os valores assumidos pelas obras analisadas por meio de procedimentos de leitura ético-discursivos propostos por Carvalho (2023). Dessa forma, a pesquisa adota o estudo de caso a fim de observar, em uma situação empírica, a importância do trabalho de leitura na ressignificação valorada em sala de aula de uma turma de 7º ano do Ensino Fundamental II de um colégio estadual situado na cidade de Aracaju, Sergipe. Nesta pesquisa, serão demonstradas as categorias da carnavalização delineadas por Bakhtin (2011) em um caderno pedagógico que retratará a experiência desenvolvida em forma de atividades, fornecendo, assim, subsídios teórico-práticos para outras propostas de leitura que sigam o mesmo parâmetro.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1625620 - JOSE RICARDO CARVALHO DA SILVA
Externo à Instituição - MARIA DA PENHA CASADO ALVES
Externo à Instituição - César Costa Vitorino

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2024 - UFRN v3.5.16 -r18960-cc43e1a90e