UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 17 de Outubro de 2021

PPGQ

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Notícias

Banca de DEFESA: ALVARO VIEIRA DOS SANTOS
07/10/2021 21:08


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALVARO VIEIRA DOS SANTOS
DATA: 29/10/2021
HORA: 08:30
LOCAL: videoconferencia
TÍTULO: USO DO MÉTODO QUECHERS (VERSÃO CEN) MODIFICADO NA DETERMINAÇÃO DE RESÍDUOS DE PESTICIDAS EM TOMATE (Solanum lycopersicum L.) POR CROMATOGRAFIA LÍQUIDA/ESPECTROMETRIA DE MASSAS
PALAVRAS-CHAVES: Solanum lycopersicum L. Tomate. Pesticidas. QuEChERS. LC-MS.
PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Analítica
RESUMO:

O tomate (Solanum lycopersicum L.) é uma hortaliça classificada de hortaliça-fruto, que é muito suscetível ao ataque de pragas. Desse modo, formulações de pesticidas são aplicadas para controlar das pragas que possam causar danos a cultura. Desta forma, o presente trabalho objetiva o desenvolvimento um método de extração por QuEChERS para a determinação de resíduos de presticidas em tomate e análise pela técnica de cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massas. Foram realizadas otimizações das condições instrumentais e do procedimento de extração a fim de analisar 18 pesticidas, sendo eles, esfenvalerato, abamectina, lufenurom, metomil, piraclostrobina, teflubenzurom, tiacloprido, tiofanato-metílico, carbaril, dimetoato, pirimicarbe, malationa, flutriafol, bromuconazol, deltametrina, azoxistrobina e tiametoxam. Os analitos foram analisados por cromatografia no modo reverso, utilizando uma fase estacionária C18 e fase móvel constituída por MeOH:Água com 5 mM de formiato de amônio. O conjunto de analitos apresentaram melhor resposta utilizando a ionização por Electrospray. No procedimento QuEChERS foram testadas diferentes quantidades de sais, sendo que a quantidade de 1,62 g apresentou resultados mais consistentes com valores de recuperação médios de 87±14% com os analitos na concentração de 0,3 μg mL-1. Após isso foram avaliados possíveis adsorventes para o clean-up utilizando C18, Florisil, Alumina Neutra, Biocarvão, Carvão Ativado e Sílica, no qual o Florisil mostrou melhor desempenho. Também foi avaliado a quantidade de adsorventes presentes na etapa do clean-up, utilizando 450 mg Biocarvão com C18, C18, Florisil, Alumina e Sílica. O Florisil também se destacou com melhores intervalos de recuperação entre 70%-120%. Visando um menor gasto de reagentes mantendo uma boa eficiência, verificou-se o desempenho entre duas quantidades de adsorventes: 150 mg e 450 mg de Florisil. Foi percebido que o método se mantém efetivo mesmo utilizando uma quantidade menor de adsorvente. Também foi avaliado a eficiência do processo de diluição do extrato com a finalidade de redução de efeito matriz, entretanto os ensaios não apresentaram eficácia significativa. O método foi validado e aplicado em amostras de tomates comercializados em São Cristóvão/SE, as quais não apresentaram resíduos de pesticida.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JEMMYSON ROMÁRIO DE JESUS
Interno - 1879181 - LISIANE DOS SANTOS FREITAS
Presidente - 1544624 - SANDRO NAVICKIENE

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16195-0a1b49f723