UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 06 de Maio de 2021


PPGCS

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOAO HENRIQUE GOMES
06/05/2021 15:17


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOAO HENRIQUE GOMES
DATA: 21/05/2021
HORA: 09:00
LOCAL: PLATAFORMA VIRTUAL A DEFINIR
TÍTULO: Efeitos do treinamento funcional de alta intensidade no sistema imune, dano muscular e marcadores de estresse
PALAVRAS-CHAVES: Exercícios em Circuitos; Treinamento Intervalado de Alta Intensidade; Sistema Imunitário; Estresse Oxidativo.
PÁGINAS: 148
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

Programas de treinamento funcional de alta intensidade (HIFT) têm se tornado cada vez mais populares, com aumento expressivo no número de praticantes, sendo projetados para melhorar a composição corporal, capacidade anaeróbia e aptidão cardiovascular. Entretanto, a literatura científica é carente de informações sobre as alterações nas respostas fisiológicas e imunológicas agudas ao HIFT e como elas podem ocorrer, e se essas respostas são diferentes de acordo com nível de experiência e gênero. As hipóteses testadas foram as seguintes: uma única sessão de treino induziria oscilações nos parâmetros imunológicos, hormonais e metabólicos após uma sessão de treinamento, e os praticantes menos experientes seriam mais suscetíveis a essas mudanças quando comparados aos praticantes com maior experiência, da mesma forma as mulheres quando comparadas aos homens. No atual estudo, vinte e três adultos praticantes (31,0 ± 1,0 anos) de Crossfit® foram submetidos a uma única sessão de treino (protocolo “Cindy”). Foi realizada análise de sub-grupos, sendo eles: novatos (NOV; n = 10) x experientes (EXP; n = 13); homens (HOM; n = 12) x mulheres (MUL; n = 11). Todos os protocolos utilizados no presente estudo foram aprovados pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFS e o estudo foi cadastrado no ReBEC. As amostras de sangue foram avaliadas quanto às concentrações de lactato, cortisol, creatina quinase (CK), contagem total e diferencial de leucócitos, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS); ferric reducing antioxidant power (FRAP), glutationa peroxidase (GPX); superóxido dismutase (SOD). Essas variáveis ​​foram avaliadas antes (pré-ex), imediatamente após (pós-ex), 30 minutos (30 min) e 24 horas após (24 h) o exercício. Para os 23 sujeitos, a contagem de leucócitos foi maior no pós-ex (6,8 a 11,8x103/μL) e voltou aos valores basais após 30 minutos (p<0,01). Os níveis de neutrófilos (3,3 a 4,5x103/μL) e de linfócitos (2,8 a 5,9x103 / μL) foram maiores pós-ex e voltaram aos valores basais após 24 h, porém queda em linfócitos (2,2x103 / μL) foi observada após 30 min (p<0,01). A CK aumentou no pós-ex (174,9 a 226,7 U.L-1) e permaneceu elevada até 24 h. As respostas de cortisol (14,7 a 17,0 μg/dL) e lactato (1,9 a 13,5 mmol.l-1) aumentaram no pós-ex, mas apenas o nível de lactato foi reduzido após 30 min (p<0,01). O número de rounds diferiu somente na comparação entre níveis de experiência, sendo similar entre os gêneros. As respostas fisiológicas e perceptivas ao treino “Cindy” não diferiram estatisticamente entre os grupos. Os participantes experientes tiveram no pós-ex maiores concentrações de leucócitos, linfócitos e cortisol do que os novatos. Não houve diferenças entre gêneros na contagem diferencial de células brancas, exceto para monócito no pós-24h (p<0,01). As concentrações de CK foram maiores para os homens nos três primeiros momentos (p<0,01) e com forte tendência também no pós-24h. O nível de lactato foi maior para os homens do que para as mulheres no pós-ex e pós-30 min (p<0,01). Uma única sessão de HIFT (protocolo “Cindy”) desencadeou oscilações agudas nas respostas hematológicas, marcadores de estresse e dano muscular, de forma similar a outros regimes de treinamento de alta intensidade. Os praticantes do grupo EXP mostraram maiores respostas em linfócitos e cortisol do que os participantes NOV. Mínimas diferenças na comparação entre gêneros foram reveladas. Os resultados, nos permite sugerir que este protocolo, nas condições em que foi realizado e avaliado, pode ser igualmente utilizado para praticantes novatos, experientes, homens e mulheres.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - AYLTON JOSÉ FIGUEIRA JUNIOR
Externo ao Programa - 1546651 - MARCOS BEZERRA DE ALMEIDA
Interno - 2013648 - VITOR OLIVEIRA CARVALHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r14842-e542cb782b