Ementas das disciplinas

 

OBRIGATÓRIAS - MESTRADO

 

Teorias Sociológicas
Ementa: As bases teóricas da investigação sociológica clássica: conceitos e explicações sobre a sociedade moderna e as transformações ocorridas no plano dos valores e interesses, dos hábitos e costumes e das formas de sociabilidades. Desdobramentos do eixo paradigmático clássico na moderna teoria social: teoria funcional-estruturalista da ação em Parsons e Merton; a sociologia crítica da Escola de Frankfurt; a teoria da ação comunicativa de Habermas; a teoria da estruturação em Giddens; o individualismo metodológico e o marxismo analítico; a sociologia fenomenológica e o interacionismo simbólico; a etnometodologia; Bourdieu e a noção de habitus; a sociologia das configurações sociais de Noberto Elias; teorias modernas da ação; o pós-modernismo.

Metodologias Quantitativas e Qualitativas
Ementa
: A disciplina visa fornecer elementos para a discussão e reelaboração dos projetos de pesquisa dos discentes, com base no debate metodológico sobre: o processo de investigação sociológica; a complementaridade entre macro e micro níveis de análise; os principais métodos de investigação sociológica; as técnicas e os procedimentos de pesquisa; a interconexão entre a concepção e o planejamento da pesquisa, a coleta e a análise dos dados, a exposição dos resultados e a elaboração da dissertação.

Seminário de Dissertação
Ementa: Disciplina com leituras dirigidas de textos teóricos e metodológicos, voltados ao acompanhamento e desenvolvimento dos projetos de pesquisa dos mestrandos, com ênfase na discussão do trabalho de campo e das condições para o aperfeiçoamento da análise dos dados a serem produzidos. Elaboração de um texto para exposição de resultados parciais de pesquisa que será discutido num seminário coletivo por debatedores convidados, com vistas à elaboração de um texto-base para o Exame de qualificação.

Atividades Complementares
Ementa: participação em eventos científicos na área do Programa; publicações e/ou participação em conferências ou atividades do Programa.

Estágio Docente I e II
Ementa: Especialmente, mas não exclusivamente, no caso dos bolsistas, o (a) mestrando (a) deverá, ainda, fazer o estágio de docência, dando aula na graduação em Ciências Sociais, durante um semestre, sob a supervisão de um professor do PPGS. Esta prática docente objetiva a formação docente específica do candidato. Este estágio é obrigatório para os bolsistas/Capes, sendo facultativo para os não bolsistas.

Exame de Qualificação
Ementa: Trabalho parcial que apresenta o andamento da pesquisa que embasa a Dissertação de Mestrado, apresentado segundo normas complementares do Programa.

Dissertação
Ementa: Trabalho final de no mínimo 100 (cem) páginas, de cunho empírico e/ou teórico no campo da Sociologia, realizado sob a orientação de um professor credenciado no Programa, que aborde temática pertinente a uma das linhas de pesquisa do Programa, contendo consubstanciada discussão e apresentada nos parâmetros atuais da metodologia científica pertinente às diretrizes teóricas do trabalho, e segundo as normas formas da ABNT em vigor.

 

OBRIGATÓRIAS - DOUTORADO

 

Colóquio de Doutorando I
Ementa: Disciplina com leituras dirigidas de textos teóricos e metodológicos, voltados aos projetos de pesquisa dos doutorandos, com previsão de um seminário coletivo para exposição de papers.

Colóquio de Doutorando II
Ementa: Disciplina com leituras dirigidas dos textos temáticos e material empírico relativos às pesquisas dos doutorandos, com previsão de um seminário coletivo para exposição de resultados parciais de pesquisa na forma de papers.

Epistemologia e Sociologia 
Ementa: A disciplina busca discutir os pressupostos do conhecimento científico na sociologia, a partir de pontos de vistas variados. Mais que uma disciplina sobre teoria sociológica, buscar-se-á discutir comparativamente como diversas escolas se posicionam sobre a possibilidade de um conhecimento científico, e sobre o estatuto de tal conhecimento, no âmbito das ciências sociais. Para levar a cabo tal reflexão, as discussões se darão no limite entre a teoria sociológica e a discussão filosófica; ou seja, nem teoria sociológica pura nem filosofia do conhecimento, a reflexão sobre “epistemologia e sociologia” situa-se em uma zona de intersecção entre ambas, buscando entender a gênese do conhecimento sociológico.

Seminário de Tese
Ementa: A disciplina visa discutir os projetos de pesquisa dos alunos.

Tópicos Avançados em Teorias Sociológicas
Ementa: Essa disciplina pressupõe conhecimento dos conceitos das teorias sociológicas. Ela propõe confrontar paradigmas tidos como clássicos com questionamentos e contestações contemporâneas, relevantas para uma melhor compreensão das transformações sociais em curso. Sabendo da tradição do pensamento sociológico, cujas raízes nos remetem muito além do século XIX, não resultou numa unificação do seu discurso, mas numa multiplicidade de perspectivas, por vezes contraditórias, a disciplina tenta apresentar as teorias sociológicas no seu contexto histórico e na luz das suas mais importantes críticas. A abertura da sociologia para as abordagens das disciplinas vizinhas (como antropologia, ciência política, filosofia social, economia, psicologia social, histórica etc.) é considerada constitutiva para seu espírito inovador e dialogal. Garantindo o perfil teórico dessa disciplina, o professor tem plena liberdade na escolha dos autores a serem lidos e discutidos m sala de aula podendo acrescentar autores a serem lidos e discutidos em sala de aula podendo acrescentar autores contemporâneos ou historicamente relevantes para garantir um debate inovador que caracteriza essa proposta.

Atividades Complementares
Ementa
: participação em eventos científicos na área do Programa; publicações e/ou participação em conferências ou atividades do Programa.

Estágio Docente III, IV e V
Ementa: Especialmente, mas não exclusivamente, no caso dos bolsistas, o(a) mestrando(a) deverá, ainda, fazer o estágio de docência, dando aula na graduação em Ciências Sociais, durante um semestre, sob a supervisão de um professor do PPGS. Esta prática docente objetiva a formação docente específica do candidato. Este estágio é obrigatório para os bolsistas/Capes, sendo facultativo para os não bolsistas.

Exame de Qualificação
Ementa: Trabalho parcial que apresenta o andamento da pesquisa que embasa a Tese de Doutorado, apresentado segundo normas complementares do Programa.

Tese
Ementa: Elaboração da Tese de Curso pelo doutorando. Trabalho final de no mínimo 200 (duzentas) páginas, de cunho empírico e/ou teórico no campo da Sociologia e preferencialmente inédito, realizado sob a orientação de um professor credenciado no Programa, que aborde temática pertinente a uma das linhas de pesquisa do Programa, contendo consubstanciada discussão e teor relevante, apresentada nos parâmetros atuais da metodologia científica pertinente às diretrizes teóricas do trabalho, e segundo as normas formas da ABNT em vigor.

 

OPTATIVAS - MESTRADO/DOUTORADO

 

1. Linhas de Pesquisa: Cidades, Patrimônios e Turismo

Tópicos Especiais em Sociologia I
Ementa: Ofertada de acordo com os centros de interesse e de pesquisa dos membros da linha de pesquisa I, a disciplina terá sua ementa e sua bibliografia definidas pelo professor responsável.

Cidades, Patrimônio e Enobrecimento Urbano
Ementa: Com foco nas cidades contemporâneas, a linha objetiva o estudo das culturas urbanas, das formas de sociabilidades e práticas de consumo, associadas aos processos de gentrification, de patrimonialização e turistificação. Com foco analítico que estimula o dialogo interdisciplinar entre a matriz sociológica e outras áreas do conhecimento, a Linha aborda os estudos sobre o patrimônio cultural material e imaterial; os processos formadores de narrativas urbanas e de disputas discursivas culturais; e as políticas urbanas que combinam formas de consumo e de desenvolvimento econômico.

Cultura Urbana e Modos de Vida
Ementa: Com base nos estudos urbanos contemporâneos, a disciplina enfoca a formação das cidades e da vida urbana, com ênfase nos processos de ressignificação dos espaços urbanos e na formação dos modos de vida e das sociabilidades públicas. O curso pretende discutir as ressonâncias reflexivas desses modos de vida urbanos na construção sócio-espacial da vida pública, na formação dos lugares, das territorialidades e identidades urbanas.

Sociologia do Turismo
Ementa: Epistemologia do Turismo. Diferentes abordagens sobre o Turismo. História do Turismo e do Lazer na Modernidade. A construção social do Mercado Turístico. Modelos de desenvolvimento turístico: Turismo de Massa, Turismo Humanizado, Pós-Turismo, Turismo de Base Comunitária. Relações entre visitantes e visitados. Convivalidade, Multiculturalismo e Consumo Cultural. Impactos positivos e negativos do Turismo nas Cidades. A construção social dos Patrimônios Culturais e dos Atrativos Turísticos.

 

2. Linha de Pesquisa: Sociologia da Economia, do Desenvolvimento e da Técnica

Tópicos Especiais em Sociologia II
Ementa: Ofertada de acordo com os centros de interesse e de pesquisa dos membros da linha de pesquisa II, a disciplina terá sua ementa e sua bibliografia definidas pelo professor responsável.

Sociologia do Dinheiro
Ementa: A análise de dinheiro e finanças confere chaves indispensáveis para o entendimento do mundo moderno. A economia capitalista de hoje representa uma economia monetária onde o setor financeiro toma uma posição saliente provocando cada vez mais uma monetização das relações sociais. Comercialização implica monetização e monetização implica cálculo. Esta racionalidade é a racionalidade do cálculo econômico que é fundamentalmente um calculo monetário. O principal conflito do capitalismo moderno não existe entre capital e trabalho, mas sim entre a racionalidade do cálculo econômico e a permanência de valores tradicionais, sociais e comunitários. Esta mesma tensão caracteriza profundamente o processo da modernização na sua trajetória histórica. A erupção deste conflito na forma de colisões brutais e violentes manifesta-se em tempos de crises econômicas. Analiticamente este choque esconde-sena junção entre o interesse próprio e as relações sociais enquanto a sua manifestação perversa aparece no comportamento irracional de massas igualmente na política como massacres e nos mercados financeiros como pânicos e crises. O colapso da modernidade na crise acontece como dissolução das ficções como ela do dinheiro e o seu simbolismo igual como no nível da política na forma da “des-legitimação”. Enquanto na fase da expansão monetária a sociedade experimento confiança, crença, optimismo e azar, a fase da contração monetária caracteriza-se por desconfiança, negação, pessimismo e prudência. 

Sociologia Econômica
Ementa: A Sociologia Econômica pressupõe a compreensão dos fenômenos considerados econômicos através das teorias da sociologia. Neste sentido, o foco central desta disciplina é a desconstrução da abordagem econômica sobre a economia trazendo à luz perspectivas históricas sobre o mercado, sobre a imersão das relações sociais e a reconstrução dos mercados enquanto espaços políticos, culturais, morais e simbólicos. A partir desta base teórico-analítica, é possível compreender o comportamento econômico, a gênese e o desenvolvimento dos mercados, a formação e a performatividade do pensamento econômico a partir do estudo sociológico das relações de troca, do dinheiro, das firmas e corporações, das formas de racionalidade econômica e dos atores econômicos.

Sociedade e Técnica
Ementa: Reflexão sobre a questão da técnica; o desocultamento técnico; o caráter técnico da modernidade; o dispositivo técnico; a técnica como progresso; o tempo linear e a modernização econômica; velocidade e aceleração no campo sócio-econômico e militar; simultaneidade, atraso e desenvolvimento; o debate sobre o tempo próprio; criticas à técnica; o “mito da grande máquina”; o culto das forças produtivas; utopias técnicas para o século XXI; a técnica na perspectiva da “kulturkritik”; funcionamento e não-funcionamento; contingência e técnica; ética e técnica; o corpo e a técnica; a manipulação genética e o futuro do homem.

O Desenvolvimento da Sociedade Contemporânea
Ementa: A sociedade contemporânea aparece na interpretação de muitos autores como conseqüência de um processo contínuo de racionalização. Esta levaria a uma combinação ótima de fatores de produção, aumentaria o valor heurístico do pensar científico, criaria uma rede cada vez mais densa de funções sociais solidárias entre si, levaria a um controle crescente dos afetos em prol de um refinamento dos costumes e garantiria, em geral, o progresso tecnológico, social e econômico. A interpretação da sociedade moderna como produto da racionalização acompanha a sociologia desde seus primórdios, não obstante, apontaram autores de renome, já na fase constitutiva da sociologia, para efeitos não intencionados o próprio processo de racionalização. Assim ela restringiria o bem-estar psicológico, levaria à construção de uma gigantesca gaiola de ferro, aumentaria em vez de diminuir a suscetibilidade da economia por crises periódicas ou alienaria das mais variadas maneiras o homem de uma vida autêntica. As interpretações críticas ou até negativas do processo de racionalização ganharam força em conseqüência de experiências negativas com certos aspectos do desenvolvimento tecnológico – e da modernidade como tal – teses que apontavam na irracionalidade dos tempos modernos, em detrimento da sua racionalização crescente. Não por último radicalizou a crítica pós-moderna as dúvidas referentes à racionalidade da modernidade e se empenhou para denunciar a própria razão iluminista.

Desenvolvimento dos Territórios Rurais e Sustentabilidade
Ementa: Origens e principais enfoques do conceito de território. Espaço geográfico, região e território político-cultural. Ruralidade. Organização e paisagem rural. Desenvolvimento territorial local-regional. Processos de reestruturação territorial contemporâneos. Políticas de desenvolvimento endógeno nas escalas regional-local e local. Território e desenvolvimento rural. Território e coordenação entre atores. Coletividade e Institucionalidades territoriais. Papel das coletividades territoriais no planejamento rural. Modelos de organização territorial no Mundo. As teorias de ordenamento dos territórios. A concepção dos espaços polarizados. Distritos industriais, clusters e desenvolvimento local. Desenvolvimento local: história e realidade. Desenvolvimento local e articulações institucionais. Do desenvolvimento local ao desenvolvimento territorial. O desenvolvimento territorial: a integração entre o político, o econômico, o social e o ambiental. Desenvolvimento territorial e desenvolvimento sustentável. Da experiência social à experiência institucional. Questões de pesquisa e desenvolvimento.

 

3. Linha de Pesquisa: Itinerários Intelectuais, Profissão e Mercado de Trabalho

Tópicos Especiais em Sociologia III
Ementa: Ofertada de acordo com os centros de interesse e de pesquisa dos membros da linha de pesquisa III, a disciplina terá sua ementa e sua bibliografia definidas pelo professor responsável.

Sociologia dos Grupos Profissionais
Ementa: Este curso objetiva estudar os principais autores que se destacaram na análise do mundo do trabalho e das profissões, suas contribuições teórico-metodológicas e os debates contemporâneos sobre esse tema. Os objetivos estão centrados nos processos de profissionalização pelos quais passam as atividades ocupacionais, dentre os quais se inserem o debate sobre o diploma, o papel do Estado na formação das profissões em diferentes contextos nacionais, as relações entre profissão e política e o exame de universos profissionais pouco convencionais na chamada “sociologia das profissões”.

Pensamento Social Brasileiro e Latino-Americano
Ementa: A disciplina tem como foco central o estudo de obras e autores, nacionais e estrangeiros, abrangendo todos os tipos de literatura: ficcional(romances, contos, poesias, crônicas, cartas, diários), científica e jornalística analisando a contribuição dessa produção na formação do pensamento social e na construção das identidades nacionais. Tendo como objeto principal a compreensão e interpretação das realidades nacionais e a construção histórica dessas realidades, tem como referencial básico as ideias nucleares e o processo criativo de intelectuais que contribuíram com a nossa formação cultural. Nessa linha de estudos destaca-se a história das ciências sociais no Brasil e na A. Latina, bem como estudos sobre como as diversas formas de produção de imagens (fotografia, filmes, pinturas, esculturas, entre outras.) contribuíram e tem contribuído na construção de um imaginário social sobre a nossa formação sociocultural. Nesse ínterim destaca-se o estudo das contradições de nossa realidade e o papel dos diferentes atores nas múltiplas formas de representação social e construção de sociabilidades nas sociedades brasileira e latino-americanas contemporâneas.

 

4. Linha de Pesquisa: Instituições, Movimentos Sociais e Políticas Públicas

Tópicos Especiais em Sociologia IV
Ementa: Ofertada de acordo com os centros de interesse e de pesquisa dos membros da linha de pesquisa IV, a disciplina terá sua ementa e sua bibliografia definidas pelo professor responsável.

Sociologia da Política
Ementa: Este curso analisa as principais vertentes, autores e temáticas relacionadas à investigação da política. Seu objetivo é fornecer um quadro geral dos principais temas abordados pelas Ciências Sociais no que tange ao fenômeno do poder e da política a partir de diferentes perspectivas teórico-metodológicas, clássicas e contemporâneas. Trata-se, com isso, de estudar as condições históricas e sociais de possibilidades das formulações, os principais confrontos e problemas levantados, as principais linhas de orientação e pesquisa que marcam a produção atual e sua pertinência para a investigação de problemáticas contemporâneas. Dentre as questões examinadas, serão privilegiadas as relações entre condições, processos, concepções e práticas políticas. Para dar conta disso, são focalizados os problemas conceituais e metodológicos relacionados à antropologia da política e à sociologia do poder e da política.

Sociologia do Poder e das Elites
Ementa: O curso visa a fornecer uma aproximação às abordagens contemporâneas voltadas à problemática da formação de elites e de grupos dirigentes, bem como da estruturação do poder nas sociedades contemporâneas. O foco do seminário será colocado nas possibilidades e desafios à investigação dos mecanismos de recrutamento e seleção, nas estratégias de reprodução, reconversão e legitimação acionadas e nos estilos de vida e respectivas modalidades de consagração social de diversos grupos sociais dominantes (elites políticas, burocrático-administrativas, intelectuais, profissionais, eclesiásticas, judiciárias, entre outras). Em paralelo, serão também discutidas algumas das principais transformações do espaço do poder em alguns países e a relação desse fenômeno com processos como a expansão da escolarização, a circulação internacional, as redefinições institucionais do Estado e a formação de novos grupos dirigentes. O curso utilizará fundamentalmente discussões resultantes de estudos empíricos conduzidos tanto em países centrais quanto em periféricos, sobretudo no Brasil

Estado, Sociedade Civil e Democracia no Brasil
Ementa: O curso visa fornecer aos alunos referenciais teóricos que lhes permitam acompanhar o debate acerca das transformações do papel do Estado contemporâneo, indo desde as concepções clássicas sobre as relações entre sociedade civil e Estado às análises mais recentes sobre a crise do Estado de Bem-Estar, a crise de legitimidade dos Estados democráticos, o Cosmopolitismo, etc. Com isso, pretende-se capacitar o alunado para estudar os problemas políticos, sociais, econômicos e morais da cidadania, além dos impasses, limites e possibilidades de construção do espaço público no país, em especial, no Nordeste.

Movimentos Sociais, Engajamento e Participação Política
Ementa: O curso visa introduzir os estudantes na discussão contemporânea sobre os movimentos sociais, tendo como pano de fundo os estudos contemporâneos dedicados aos fenômenos da ação coletiva, dos movimentos sociais, da contestação, do engajamento individual, da militância e da participação política. Serão privilegiadas as discussões contemporâneas e os debates sobre as formas de participação política, as dinâmicas dos movimentos sociais e suas relações com processos de contestação internacional, as reivindicações por direitos e as lutas pela defesa de causas públicas. Buscar-se-á também examinar esse debate na produção acadêmica brasileira, através de uma análise da emergência e desenvolvimento dos movimentos sociais no país, suas relações com o processo de redemocratização e de constituição de um espaço público a partir dos anos de 1970.

Estado e Políticas Públicas
Ementa: O curso visa introduzir os estudantes na discussão das condições de emergência e das transformações do Estado nas sociedades contemporâneas, com base na discussão dos principais conceitos, autores e vertentes da literatura pertinente. Serão privilegiadas as discussões contemporâneas, as perspectivas analíticas e as questões metodológicas para a investigação e explicação de suas políticas. Buscar-se-á também examinar esse debate na produção acadêmica brasileira, através de uma análise da emergência e da transformação do Estado e de suas políticas públicas no país.

 

5. Linha de Pesquisa: Minorias Sociais: Diferença, Desigualdade e Conflitos Sociais

Tópicos Especiais em Sociologia V
Ementa: Ofertada de acordo com os centros de interesse e de pesquisa dos membros da linha de pesquisa V, a disciplina terá sua ementa e sua bibliografia definidas pelo professor responsável.

Identidades e Poder nas Ciências Sociais
Ementa: Identidades como relações de poder. Identidades em três tempos. Identidades na sociologia clássica. Identidades Sociologia Americana. Identidades na contemporaneidade. Identidades e poder: algumas pistas. A disciplina apresenta ainda, a área dos estudos de gênero mostrando sua relação com os debates fundamentais das ciências sociais (como a dicotomia natureza/cultura). Reconhecendo as relações desta área com a questão das formas de poder, a disciplina aponta para a forma como o conceito de gênero advém dos estudos sobre mulheres e dos estudos feministas.

Relações de Gênero e Poder
Ementa: Matrizes teóricas clássicas nos Estudos de Gênero: a Mulher como construção social, o Patriarcado, a Divisão Sexual do Trabalho e a categoria Gênero. Discussões de Gênero e Poder em diferentes autoras/es. Biopoder, Poder Disciplinar e Poder Simbólico. Feminismo como pensamento político. Teorias contemporâneas no Estudos de Gênero: Hetoronormatividade, Masculinidades, Interseccionalidades. Democracia, participação, igualdade/diferença e justiça de Gênero. Metodologias Feministas para a Pesquisa Cientifica e para as Políticas Públicas.

Relações Racializadas e Etnicizadas, Preconceito e Imaginário
Ementa: Essa disciplina propõe processos de racialização e etnicização das minorias entendidos como lógicas de naturalização e essencialização das diferenças e de legitimação das desigualdades. Analisar-se-á a relação de essencialização/naturalização da diferença entre os grupos com as mais modernas e mais clássicas formas de expressão e preconceito e da discriminação. Será analisada a relação de equivalência, no imaginário social, dos conceitos da etnia e de raça, bem como o seu emprego nas retóricas racistas. Discutir-se-á ainda o papel do essencialismo na estigmatização, demorização e desumanização do “outro”. Finalmente, à luz de teoria das representações sociais, serão analisados os processos de construção da alteridade e sua relação com a exclusão social na modernidade.

Teorias da Justiça, Reconhecimento e Redistribuição no Mundo Contemporâneo
Ementa: As discussões atuais sobre justiça e a igualdade têm girado em torno de dois conceitos básicos da filosofia social moderna, a saber: o reconhecimento e a redistribuição. A partir do ponto de vista de que apenas as sociedades igualitárias podem ser consideradas sociedades justas, a questão de fundo que vai se desenvolver é de saber em que sentido uma sociedade pode ser considerada igualitária e segundo quais critérios é ela uma sociedade justa. Nesse curso, pretende-se abordar essa questão através de uma revisão das principais correntes no campo das teorias da justiça, confrontando-as a alguns dos debates políticos em voga no mundo contemporâneo (políticas de reconhecimento, políticas afirmativas, multiculturalismo, etc.)

Estudos Sobre Juventudes
Ementa: Introdução à bibliografia e aos temas clássicos e contemporâneos dos estudos sociais sobre juventudes. Construção social e sociológica da ideia de juventude e os estudos geracionais. As correntes geracional e classista e seus principais desdobramentos analíticos. Os estudos clássicos da psicologia e da antropologia sobre adolescência e juventude. Ambiguidades e paradoxos da juventude tratada como problema à ordem social ou como problemática sócio-antropológica. Ênfase nos estudos sobre os aspectos relacionais entre juventudes, família, escola e estado, associados às práticas e discursos de poder. As juventudes na cidade e a questão do uso dos espaços públicos, das sociabilidades, do lazer e das produções de sentido. Os grupos de identidade e de estilos entre os jovens: as subculturas. As expressões da contracultura. Consumo cultural e estilos de vida. Relações de gênero, sexualidades e interseccionalidades. As relações intergeracionais. Estudos sobre protesto e política envolvendo as juventudes. Juventudes e políticas públicas. Violência, marginalidade e relações de poder. As juventudes contemporâneas e os usos e sentidos sociais das formas de comunicação e expressão a partir das novas tecnologias de comunicação e informação. Juventudes, discursos e expressões estéticas. Teorias e metodologias contemporâneas de estudo e as diferentes abordagens quantitativas e qualitativas sobre a temática das juventudes.

Sociologia das Imigrações
Ementa: Apresentação e o estado da arte das Sociologias das imigrações. O tema das imigrações nos clássicos e na “Escola de Chicago”. Imigrações nas Américas. Imigrações no Brasil. Imigração e Identidade Nacional. Imigrações contemporâneas e abordagens transversais: identidades, gênero, sexualidade, estilo de vida, corpo.


SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r16230-1430a575d5