Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JESSICA CARVALHO NASCIMENTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JESSICA CARVALHO NASCIMENTO
DATA: 26/06/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Campus Lagarto
TÍTULO: Efetividade da aromaterapia e do aroma de Laranja doce (Citrus sinensis L.) no alívio da dor e ansiedade.
PALAVRAS-CHAVES: Gestantes; Parto normal; Dor; Óleo essencial; Aromaterapia
PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

No trabalho de parto fatores fisiológicos e psicossociais devem ser avaliados. O Ministério daSaúde (MS) preconiza as boas práticas de atenção ao parto e ao nascimento com inclusão demétodos farmacológicos ou não farmacológicos para o alívio da dor. Embora existam opçõesterapêuticas para a redução da dor durante o trabalho de parto, muitas mulheres optam pelo nãouso de fármacos durante o parto, tornando necessária a busca por novas estratégias que aliviema dor das parturientes de forma não invasiva. Deste modo, práticas complementares podemoferecer uma alternativa para a redução da dor. A aromaterapia é um método nãofarmacológico, caracterizada pela utilização de concentrados voláteis, conhecidos como óleosessenciais, cujos principais constituintes são os monoterpernos, que agem diminuindo aansiedade e os níveis dos hormônios e neurotransmissores relacionados à percepção da dor.Deste modo, o objetivo deste trabalho é compilar evidências da aromaterapia sobre o alívio dador e avaliar os efeitos do aroma de C. sinensis na dor durante o trabalho de parto. Umlevantamento de publicações sobre aromaterapia e dor foi realizado nas bases de dados,PubMed, Scopus, Lilacs, Scielo, Web of Science, Science Direct e Cochrane, 42 artigos foramselecionados. Em seguida foi realizada uma busca manual sendo incluídos na pesquisa 9 artigos,totalizando 51 estudos, sendo 31 aromaterapia por inalação e 20 aromaterapia por massagem.Trata-se de um ensaio clínico randomizado – estudo piloto. Os frutos de Citrus sinensis L.foram coletados em Lagarto-SE. As cascas dos frutos foram submetidas à extração do óleoessencial por hidrodestilação, o qual foi, posteriormente, avaliado quanto à composição químicapor cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massa. As gestantes foram divididas emgrupo experimental e grupo placebo, sendo cada grupo composto por 19 e 21 gestantes,respectivamente. O grupo placebo foi exposto a 250 μL de água destilada, enquanto oexperimental recebeu a mesma quantidade de óleo essencial da Citrus sinensis L. As gestantesforam avaliadas quanto a intensidade da dor através do instrumento de EVA e sinais deansiedade através do o questionário IDATE. Além disso, foram avaliados os parâmetroscardiovasculares em todas as mulheres, bem como os batimentos cardiofetais. Os resultadosforam tratados estatisticamente usando o test T de Student, sendo considerados significativop<0,05. Houve diferença significativa da dor durante o trabalho de parto entre o grupoexperimental e placebo. Foi observada diferença significativa entre as médias da PAM e a FR(p<0,0001). Na FC e BCF os resultados de p foram significativos p=0,0088 e p= 0,0047,respectivamente. A ansiedade mesurada a partir do IDATE mostrou-se significativa no grupoexperimetal p=0,0002. A partir da compilação dos artigos sobre aromaterapia, pode-se notarque os estudos precisam melhorar a qualidade metodológica, além disso, estes revelam que aaromaterapia auxilia no alívio da dor aguda. Os resultados obtidos com o estudo clínicodemonstraram um efeito do O. E. de Citrus sinensis L. durante o TP. Logo, esse estudo poderácontribuir com a inserção da aromaterapia durante as boas práticas do trabalho de parto.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2127825 - CARLOS EDUARDO PALANCH REPEKE
Externo à Instituição - GABRIELA DAS GRAÇAS GOMES TRINDADE
Interno - 828.039.355-20 - GRACE ANNE AZEVEDO DÓRIA
Notícia cadastrada em: 25/06/2019 15:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r12182-3b7fa45029