Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GENEF CAROLINE ANDRADE RIBEIRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GENEF CAROLINE ANDRADE RIBEIRO
DATA: 21/01/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Lagarto
TÍTULO: TRANSTORNOS MENTAIS COMO FATORES DE RISCO PARA SUICÍDIO EM HOMENS IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
PALAVRAS-CHAVES: Idosos; Revisão Sistemática; Suicídio; Fatores de Risco; Transtornos Mentais.
PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

O Brasil, assim como grande parte dos países, está em franco processo deenvelhecimento. Hoje, são mais de 900 milhões de pessoas idosas no mundo,representando aproximadamente 12,3% da população total, com estimativas de que setornem 21,5% do total de pessoas no planeta até 2050. Concomitante, cresce a taxamundial de suicídio. Hoje, o suicídio já é a segunda causa de mortes entre idosos nomundo e nos homens esse número chega a ser quatro vezes maior que entre as mulheres.Além disso, têm-se observado grande associação entre o suicídio nessa faixa etária ealgumas comorbidades, como os transtornos mentais. Dessa forma, esse estudo teve comoobjetivo verificar se os transtornos mentais representam fatores de risco para o suicídioem homens idosos. Esse trabalho trata-se de uma revisão sistemática da literatura, a qualseguiu as recomendações PRISMA e Cochrane. Foi registrado na base de dadosPROSPERO. A busca foi realizada em cinco bases de dados eletrônicas (SciELO,LILACS, PubMed, Web of Science e Scopus), além da busca da “literatura cinzenta” nasbases de dados OpenThesis e OpenGrey, evitando viés de seleção e publicação. Foi feitatambém a busca manual por meio de análise das referências dos artigos elegíveis. Foramconsiderados elegíveis estudos de coorte sobre o tema, com homens acima de 60 anos queefetuaram o suicídio de forma consumada e que possuíam transtornos mentais comofatores associados, avaliados em base de dados primários ou secundários. Irrestrito paraano, idioma e status de publicação. Os dados foram extraídos, por meio de tabelaconfeccionada exclusivamente para este fim, por dois revisores de forma independente.O risco de viés dos estudos elegíveis foi avaliado por meio da ferramenta Joanna BriggsInstitute Critical Appraisal Tools for Systematic Reviews. A avaliação da qualidade daevidência e da força da recomendação foi avaliado pelo sistema GRADE - Grading ofRecommendatons Assessment, Development and Evaluaton. A busca resultou em 6.817registros e após remoção dos registros repetidos/duplicados, 5.605 prosseguiram paraanálise dos títulos e resumos. Após análise, 17 registos foram elegíveis para leitura dotexto completo, dos quais 5 preencheram os critérios de elegibilidade e foram incluídosna revisão. Todos os estudos apresentaram baixo risco de viés e o acúmulo de evidênciafoi categorizado com muito baixo. Foram publicados entre os anos de 1997 e 2016 eforam realizados em países desenvolvidos. O período de avaliação das taxas de suicídiodos estudos variou entre 16 e 25 anos. As fontes de informações quanto ao suicídio equanto as características demográficas da população de todos os estudos foramprovenientes de dados secundários. Homens idosos possuem risco de cometer suicídio,principalmente nos casos de depressão, psicose, neurose, transtorno de personalidade,demência, esquizofrenia, transtorno bipolar, transtornos relacionados ao álcool e outrassubstâncias. Com base nos resultados obtidos, conclui-se que homens idosos comtranstornos mentais representam um grupo de risco para o suicídio.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2926720 - CARLA PATRICIA HERNANDEZ ALVES RIBEIRO CESAR
Presidente - 2034861 - FELIPE RODRIGUES DE MATOS
Interno - 1977480 - PRISCILA LIMA DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 15/01/2019 17:08
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r10840-e5b57c044