Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GIULLIANI ANTONICELI MOREIRA BRASILEIRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GIULLIANI ANTONICELI MOREIRA BRASILEIRO
DATA: 13/07/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Polo de gestão – UFS São Cristovão
TÍTULO: Equilíbrio postural e risco de quedas em indivíduos com deficiência isolada do GH devido a mutação no gene do receptor do GHRH.
PALAVRAS-CHAVES: GH; IGF-I; GHRHR; Equilíbrio Postural; Risco de queda; Plataforma de força.
PÁGINAS: 59
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

O Hormônio de Crescimento (GH) e o Fator de Crescimento Insulínico tipo I (IGF-I), são peptídeos que atuam marcantemente na biossíntese estrutural e em parâmetros fenotípicos como peso, altura, IMC, BSA, proporcionalidadeanatômica corporal, entre outros clínicos. A manutenção da integridadeproprioceptiva: sistema vestibular, somatossensorial, visual e auditivo, quandoíntegros e associados as características citadas, tornam-se fatores importantespara manutenção do equilíbrio postural. O objetivo do estudo foi avaliar oequilíbrio corporal e risco de quedas em indivíduos com mutação específica noreceptor do gene do GHRH. Foram avaliados 70 indivíduos, pareados por sexoe idade, divididos em dois grupos, respectivamente: (DIGH) n: 30 (15♂) e (CO)n:40 (20 ♂) com idade (46,5±12,4 vs. 43,2±11,2 a), peso (38,0±6,9 vs. 66,6±10,7kg), altura (125,5±7,6 vs. 166,0±10,3 cm), SDS altura (-8,6±1,3 vs. -0,3±1,5 H/a),IMC (23,4±3,4 vs. 24,1±2,8 KG/m2
) e BSA (1,1±0,1 vs. 1,7±0,1 m2
). O equilíbrioestático foi avaliado através do aparelho plataforma de força e o risco de quedaspelo teste TUG. Estatisticamente para comparar os grupos utilizamos o teste Tde Student e para correlações, Pearson, com intervalo de confiança de 95% e pvalor <0,05. Diferenças estatisticamente significativas foram observadas entreos grupos para os parâmetros: Comprimento de membro inferior (57,0±4,8 cm)(p<0,001), massa magra (36,4±11,5 Kg) (p<0,001), massa gorda (13,4±3,7 Kg)(p<0,001) e oscilação postural nos parâmetros OA (14,6±4,0 mm/s)(p<0,001)OF (14,9±3,1 mm/s) (p<0,001) e APN (28,4±6,1 mm/s) (p<0,001), mas não paraTUG (11,3±2,1 s) (p<0,010). Contudo, o estudo mostrou que indivíduos DIGHapresentam menor oscilação postural estática e risco de quedas dentro dosvalores preditivos de normalidade, concluindo que a mutação no gene doGHRHR não é capaz de alterar tais fatores.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3573579 - ANDRÉ SALES BARRETO
Interno - 1809293 - CLAUDIA CRISTINA KAISER PINTO
Externo ao Programa - 2026275 - JULIA GUIMARAES REIS DA COSTA
Notícia cadastrada em: 13/06/2018 11:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r12182-3b7fa45029