Notícias

Banca de DEFESA: ADEILSON FREIRE DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADEILSON FREIRE DOS SANTOS
DATA: 26/05/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de conferência : https://conferenciaweb.rnp.br/
TÍTULO: MODELO DE AVALIAÇÃO DE PRODUTOS POTENCIAIS PARA INDICAÇÃO DE PROCEDÊNCIA
PALAVRAS-CHAVES: Modelo; Avaliação; Potencial; Indicação de procedência.
PÁGINAS: 105
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

O aumento da competitividade internacional tem levado os países a lutar para aumentar a sua fatia de negócios no grande mercado mundial. Para tanto, procuram diferenciar seus produtos promovendo o seu carácter distintivo. Neste contexto, produtos ou serviços com Indicação Geográfica (IG), que são originários de uma determinada região ou país e que possuem características diferenciadas, ganham destaque mercadológico pelas qualidades atribuídas a sua origem. Existe uma perspectiva de que o número de IGs aumente no Brasil, devido ao número de regiões com produtos potenciais. Mas para que isso se torne realidade, cabe às instituições de pesquisa e inovação, e aos órgãos responsáveis pela área do direito de propriedade intelectual, aumentar e difundir as ações relacionadas ao desenvolvimento desse instituto legal no país. Estudos acadêmicos abordando produtos potenciais para IG vêm sendo desenvolvidos no Brasil e no mundo, com o intuito de contribuir para o desenvolvimento de regiões. Mas estes estudos têm apresentado lacunas metodológicas a serem preenchidas, como a falta de indicadores de potencialidade dos produtos e uma maior aderência à legislação, especialmente no Brasil. Neste prisma, este trabalho tem como objetivo apresentar a construção de um modelo de avaliação de produtos potenciais para IG na modalidade Indicação de Procedência (IP), a qual apresenta menor rigidez no processo de concessão de registro e apresenta-se como uma oportunidade de expansão mais rápida no Brasil. Este trabalho caracteriza-se como um estudo de casos múltiplos, exploratório, qualitativo e quantitativo. O modelo de avaliação para IP construído, é baseado em métodos de pesquisas Bibliográficas, Documentais e Delphi, com procedimentos divididos em 3(três) etapas: 1-Caracterização do Produto (CP), 2-Investigação preliminar com especialistas (IPE) e 3-Investigação Documental Definitiva (IDD). O modelo foi experimentado em teste piloto na cadeia produtiva de carrocerias de caminhão em madeira do município de Itabaiana, Sergipe, e após aperfeiçoamento foi definitivamente aplicado nos produtos mangaba do litoral sergipano e laranja do sul sergipano. O modelo foi capaz de evidenciar, dentro dos parâmetros estabelecidos, as potencialidades desses produtos para IP.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 285.033.170-87 - MARIA EMILIA CAMARGO
Interno - 116.375.605-91 - ANA ELEONORA ALMEIDA PAIXAO
Interno - 380.837.950-20 - SUZANA LEITAO RUSSO
Externo à Instituição - MARTA ELISETE VENTURA DA MOTTA
Externo à Instituição - JOSE AUGUSTO ANDRADE FILHO
Notícia cadastrada em: 19/05/2020 16:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r15644-68a4915b02