Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCO VALDIVINO ROCHA LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO VALDIVINO ROCHA LIMA
DATA: 01/11/2016
HORA: 11:00
LOCAL: Sala Multiuso do PPGPI
TÍTULO: MAPEAMENTO DOS BENS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL DAS EMPRESAS VENCEDORAS DO PRÊMIO NACIONAL DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR
PALAVRAS-CHAVES: Propriedade intelectual; Inovação; Incubadora de empresas.
PÁGINAS: 99
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

O atual ambiente econômico caracteriza-se pela dinamicidade, exigindo das empresas um esforço contínuo para criar diferenciação. A inovação tecnológica e a competitividade, neste cenário, constituem-se elementos cruciais no planejamento estratégico e no gerenciamento dessas empresas, com vistas à sustentabilidade dos negócios. Contudo, o processo de inovação vai além da criação de novos produtos e serviços, envolve o desenvolvimento de novos modelos de negócios, técnicas diferenciadas de relacionamento com stakeholders e novos métodos gerenciais. Dentre os mecanismos que facilitam o processo de inovação no âmbito empresarial, destacam-se as incubadoras de empresas. Além disso, no cenário descrito acima, proteger as inovações é fundamental para a manutenção da competitividade. Ante o exposto, o objetivo da presente pesquisa foi realizar um mapeamento dos bens de propriedade intelectual das empresas vencedoras do Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador (edições de 1997 a 2015), vinculadas às incubadoras orientadas para a geração e uso intenso de tecnologias. Este tema foi proposto pelo fato de que, em um cenário onde o conhecimento, a eficiência e a rapidez no processo de inovação passam a ser reconhecidamente os elementos decisivos para a competitividade, apresentar um panorama da proteção dos bens de propriedade intelectual das principais empresas do país, vinculadas às incubadoras, é fundamental, pois servirá de estímulo e parâmetro para outras empresas com perfil semelhante, bem como para as incubadoras, no desenvolvimento de ações de fomento à inovação. O tipo de pesquisa realizada classifica-se, quanto à natureza, como aplicada e, quanto ao objetivo, como descritiva, bem como qualitativa e quantitativa, no que diz respeito à abordagem. O método de pesquisa utilizado foi o estudo multicaso, enfatizando aspectos comuns a todos os elementos em estudo e, ao mesmo tempo, tratando de aspectos únicos em todos os casos estudados, tendo como foco a proteção dos bens de propriedade intelectual das empresas vencedoras do prêmio mencionado acima. Para este estudo foi utilizado como fonte de coleta de dados a pesquisa documental, com ênfase na análise de informações tecnológicas junto ao INPI. Os resultados apontam que as trinta (30) empresas vencedoras do Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador estão distribuídas em doze (12) incubadoras e concentradas em sete (7) estados das regiões Sul (40%), Sudeste (43%) e Nordeste (17%). O conjunto dessas empresas é responsável pelo depósito de noventa e duas (92) patentes, pelo processo de registro de quatrocentos e quarenta e sete (447) marcas, pelo pedido de registro de trinta e nove (39) programas de computador e oito (8) desenhos industriais no INPI. Concluiu-se que – apesar do perfil inovador das empresas pesquisadas e o fato de terem iniciado suas atividades em um ambiente propício à inovação – é moderada a utilização dos mecanismos de proteção dos ativos intangíveis por parte dessas empresas, concentrando-se em pedidos de registro de marcas. As empresas que mais utilizaram os mecanismos de proteção dos bens de propriedade intelectual atuam na área de automação e nas indústrias química e alimentícia.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1653258 - ANGELA DA SILVA BORGES
Interno - 426680 - GABRIEL FRANCISCO DA SILVA
Presidente - 1835499 - JOAO ANTONIO BELMINO DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 17/10/2016 08:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2021 - UFRN - bigua3.bigua3 v3.5.16 -r15644-68a4915b02