Notícias

Banca de DEFESA: JULIANA BATISTA MELO DA FONTE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULIANA BATISTA MELO DA FONTE
DATA: 22/02/2017
HORA: 08:30
LOCAL: SALA 26 DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE/ HU
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA GENOTOXICIDADE E CITOTOXICIDADE DOS RAIOS X NO EPITÉLIO DA MUCOSA ORAL DE ADULTOS SUBMETIDOS À TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE FEIXE CÔNICO
PALAVRAS-CHAVES: Citotoxicidade, genotoxicidade, tomografia computadorizada de feixe cônico.
PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
RESUMO:

A tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) é uma ferramenta que tem revolucionado o diagnóstico e o plano de tratamento na área odontológica, permitindo visualizar as estruturas em camadas de imagens nos planos axiais, coronais, sagitais e oblíquos, assim como as reconstruções tridimensionais. No entanto, apesar de proporcionar grandes benefícios, seu uso deve estar indicado mediante justificativa clínica, pois mesmo uma baixa dose de radiação é capaz de provocar efeitos biológicos deletérios e cumulativos nos tecidos humanos. Além disso, deve-se considerar para indicação, a área irradiada, por meio do FOV (Field of view) do equipamento. Para a análise do efeito dos raios X sobre tecidos epiteliais é indicado o uso do teste de micronúcleos aliado à contagem de alterações nucleares degenerativas. Para tal, os efeitos das radiações podem ser estudados por meio da citologia esfoliativa em base líquida, por ser de simples execução, baixo custo e não invasiva, além de otimizar a análise microscópica das lâminas com maior número de células epiteliais individuais descamadas. O objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos dos raios X no epitélio da mucosa oral de pacientes adultos submetidos à TCFC comparando FOV pequeno (parcial) com o módulo de “stitch” (total), através da frequência de micronúcleos aliada à contagem de alterações nucleares degenerativas. Foram selecionados 30 adultos, que necessitavam da TCFC total ou parcial. A coleta do material foi realizada em duas etapas: imediatamente antes e dez dias após a obtenção da TCFC, por meio de esfregaço no fundo de vestíbulo da mucosa oral. O material foi processado e foram confeccionadas as lâminas para então ser realizada a análise microscópica. Após isso, foi realizada análise estatística descritiva e inferencial ao nível de significância de 5%. Como resultados, observamos que não houve diferença estatística significante na frequência de micronúcleos antes e depois das TCFCs parciais (p=0,088) e totais (p=0,496). Contudo, em relação à citotoxicidade, houve diferença estatística significante na aquisição total (p=0,011). Na comparação entre as TCFCs não houveram diferenças estatististicamente significantes entre as aquisições parciais e totais, tanto para genotoxicidade (p=0.480) como para citotoxicidade (p=0,171). A partir desses dados concluímos que a TCFC adquirida por meio do módulo de stitch (total), pode induzir efeitos citotóxicos em células da mucosa oral; as aquisições parciais e totais não apresentaram dados significantes de efeitos genotóxicos; e na comparação dos tipos de aquisições (parcial ou total), tanto para genotoxicidade, como para a citoxicidade apresentaram comportamentos semelhantes.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1694366 - MARIA AMALIA GONZAGA RIBEIRO
Externo à Instituição - RICARDO LUIZ CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE JUNIOR
Presidente - 2021396 - WILTON MITSUNARI TAKESHITA
Notícia cadastrada em: 13/02/2017 16:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - bemtevi1.bemtevi1 v3.5.16 -r12176-a08508ab91