Notícias

Banca de DEFESA: PRISCILA DE ANDRADE NEVES SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PRISCILA DE ANDRADE NEVES SANTOS
DATA: 28/08/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: MACRODETERMINANTES REGIONAIS, ESTILO DE VIDA E PROBLEMAS DE SONO INDUZIDOS POR ANSIEDADE EM ADOLESCENTES
PALAVRAS-CHAVES: estilo de vida saudável, sedentarismo, saúde mental
PÁGINAS: 56
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

Introdução: Níveis adequados de atividade física e comportamento sedentário estão associados à redução de risco para a saúde mental na adolescência. Entretanto, nessa fase há uma tendência para adoção de estilos de vida menos ativos e o surgimento de indicadores de problemas de saúde mental, como os problemas de sono induzidos por ansiedade. Devido os múltiplos determinantes que atuam sobre esses fatores de risco a saúde do adolescente, investigações sobre o papel de macrodeterminantes regionais sobre o estilo de vida e problemas de sono induzidos por ansiedade, bem como suas interrelações podem auxiliar o entendimento desses fenômenos e direcionar intervenções em saúde pública. Objetivo: Verificar a associação entre macrodeterminantes regionais, estilo de vida e problemas de sono induzidos por ansiedade em adolescentes brasileiros. Métodos: Os dados foram derivados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) de 2015, incluindo 24.209 meninos e 26.331 meninas de capitais brasileiras. Enquanto macrodeteminantes regionais, foram consideradas informações sobre população total, densidade populacional, Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e Produto Interno Bruto (PIB). Informações sobre o nível de atividade física (diferentes domínos e total), comportamento sedentário (tempo de TV) e problemas de sono induzidos por ansiedade foram obtidas por questionários preenchidos pelos adolescentes. A idade cronológica, cor da pele e região do país foram consideradas co-variáveis. Modelos de regressão logística multinível foram utilizados para as análises principais. Resultados: Meninos residentes em cidades de tercil superior de densidade populacional (OR= 1,18 (IC=1,01-1,37)) e PIB (OR=1,23 (IC=1,05-1,43)) apresentaram maiores chances de deslocamento ativo. Entre as meninas, os tercis médios e superior da população total (atividade física total OR=0,85 (IC=0,73-0,99)) e a densidade populacional (atividade física de lazer OR=0,81 (IC=0,71-0,91) e tercil superior OR=0,84 (IC=0,74-0,95) e atividade física total OR=0,81 (IC=0,69-0,94)) foram associadas a menores chances. No entanto, meninas que viviam em cidades da maior população total e densidade populacional (OR= 1.27 (IC=1,08-1,51) e OR=1.22 (IC=1,04-1,43), respectivamente) apresentaram mais chances de deslocamento ativo e o PIB mais elevado foi associado com maiores chances de deslocamento ativo (OR=1,35 (IC=1,15-1,57)) e maior visualização de TV (OR=1,13 (IC=0,99-1,29)). Dos macrodeterminantes regionais, maior IDH esteve associado a uma menor probabilidade de problemas de sono induzidos por ansiedade em meninos, independente dos níveis de atividade física e tempo de TV (OR=0,78 (IC=0,66-0,92)). Conclusões: Macrodeterminantes regionais específicos estão relacionados de forma independente ao estilo de vida e problemas de sono induzidos por ansiedade em adolescentes brasileiros.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - BRENO QUINTELLA FARAH
Presidente - 3004147 - DANILO RODRIGUES PEREIRA DA SILVA
Interno - 3045473 - THAYSE NATACHA QUEIROZ FERREIRA GOMES
Notícia cadastrada em: 25/08/2020 14:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata2.fragata2 v3.5.16 -r12646-2c874e3307