Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTONIO EVALDO DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO EVALDO DOS SANTOS
DATA: 17/12/2019
HORA: 14:00
LOCAL: DEF
TÍTULO: ATIVIDADE FÍSICA, ISOLAMENTO SOCIAL E INSÔNIA EM ADOLESCENTES BRASILEIROS
PALAVRAS-CHAVES: Atividade Motora, adolescentes, isolamento social, distúrbio do início e da manutenção do sono
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

Introdução: A Organização Mundial da Saúde possui recomendações globais de atividade física (AF), como um meio para obtenção de benefícios à saúde física e mental. Estas recomendações podem ser alcançadas através de diferentes domínios da AF como: escolar, ocupacional, lazer e deslocamento. No entanto, faltam informações sobre como diferentes domínios da AF, bem como o preenchimento das recomendações globais de AF se associam a diferentes desfechos de saúde mental em adolescentes, como: isolamento social e insônia. Objetivo: investigar a associação entre atividade física, isolamento social, e insônia em adolescentes brasileiros.

Metodologia: O presente estudo adotou o modelo “B” de dissertação, composto por dois capítulos conforme resultados abaixo:

Resultados: Estudo I: Adolescentes de ambos os sexos mais ativos nas aulas de educação física tiveram um menor risco de solidão, e de ter poucos amigos. Um mesmo padrão foi observado entre as atividades físicas no lazer e solidão, e ter poucos amigos. Escolares mais ativos no deslocamento tiveram maior risco de solidão (ambos os sexos), e maior risco de ter poucos amigos, apenas para meninas. Estudo II: Meninas que acumularam ≥60 minutos/dia por até três dias tiveram menor risco de insônia, independentemente do IDH da região em que vivem. Meninas das regiões com IDH alto que acumularam ≥60 minutos/dia por sete dias tiveram maior risco de insônia. Para os meninos, os resultados mostraram uma tendência de proteção contra a insônia, com o aumento do número de dias em que foram ativos por ≥60 minutos/dia, com uma ligeira vantagem para aqueles que vivem em regiões com IDH mais alto.

Conclusões: Maior acúmulo de tempo semanal nas aulas de educação física e nas atividades físicas no lazer foram associados a um menor risco de isolamento social em adolescentes, independentemente do sexo. Mesmo sem preencher as recomendações semanais de atividade física, escolares de ambos os sexos podem melhorar sua qualidade do sono através da prática de atividades físicas, independentemente do IDH da região em que residem.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1003924 - AFRANIO DE ANDRADE BASTOS
Interno - 3004147 - DANILO RODRIGUES PEREIRA DA SILVA
Externo ao Programa - 782.120.305-04 - NARA MICHELLE MOURA SOARES
Notícia cadastrada em: 10/12/2019 08:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata4.fragata4 v3.5.16 -r12712-85cc87cea5