Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: PATRÍCIA ALMEIDA FONTES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PATRÍCIA ALMEIDA FONTES
DATA: 19/04/2018
HORA: 13:30
LOCAL: Departamento de Educação Física
TÍTULO: EFEITOS GAMETERAPIA E DO TREINAMENTO FUNCIONAL NO EQUILÍBRIO E NA FUNCIONALIDADE EM PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON
PALAVRAS-CHAVES: Doença de Parkinson; Exercício físico; Jogos de vídeo; Equilíbrio; Funcionalidade.
PÁGINAS: 67
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

Introdução: A doença de Parkinson é uma doença neurológica degenerativa, idiopática, ou seja, de origem desconhecida. É caracterizada pela diminuição da produção do neurotransmissor da dopamina, localizada predominantemente na substância negra e em regiões do cérebro envolvidas com a função motora. Os indivíduos comumente apresentam a forma rígido-acinética, com bradicinesia, alta incidência de distonia, alteração de marcha, postura, equilíbrio e dificuldade para andar. Os exercícios físicos na doença de Parkinson favorecem a realização de atividades funcionais e movimentos como: sentar, levantar, caminhar, bem como, reduz a bradicinesia, a instabilidade postural e o índice de quedas. Objetivos: Os objetivos desta dissertação foram: (1) Revisar sistematicamente a literatura para identificar os instrumentos de avaliação de equilíbrio mais utilizados em indivíduos com doença de Parkinson; (2) avaliar e comparar os efeitos do exercício físico através da gameterapia e treinamento funcional no equilíbrio e funcionalidade de indivíduos com doença de Parkinson. Resultados: (1) Quatro são os métodos que merecem destaque por terem sido os mais utilizados e os mais sensíveis na avaliação do equilíbrio de indivíduos portadores da doença de Parkinson (Time up and Go, Berg Balance Scale, Plataformas de equilíbrio e pressão e a Falls Efficacy Scale-International); (2) Observou-se que o exercício físico através da gameterapia e treinamento funcional mostrou-se eficaz para a melhora do equilíbrio e funcionalidade de indivíduos com doença de Parkinson. Conclusões: Conclui-se, que existe na literatura uma grande variedade de testes que buscam mensurar o equilíbrio, porém, quatro são os métodos que merecem destaque por terem sido os mais utilizados e os mais sensíveis na avaliação do equilíbrio de indivíduos com doença de Parkinson. E que o exercício físico através da gameterapia e treinamento funcional mostrou-se eficaz para a melhora do equilíbrio e funcionalidade de indivíduos com doença de Parkinson, sugerindo ser uma alternativa terapêutica viável para o tratamento desta patologia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 276.084.415-34 - SILVAN SILVA DE ARAUJO
Interno - 2297369 - ROBERTO JERONIMO DOS SANTOS SILVA
Externo ao Programa - 6186553 - ROSEMEIRE DANTAS DE ALMEIDA
Notícia cadastrada em: 11/04/2018 09:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r12692-c69972fb69