Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LARISSA MONTEIRO COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LARISSA MONTEIRO COSTA
DATA: 18/01/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do PPGEF
TÍTULO: REDUÇÃO DO RISCO CARDIOMETABOLICO, ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES SUBMETIDOS A CIRURGIA BARIATRICA
PALAVRAS-CHAVES: cirurgia bariátrica; atividade física, qualidade de vida
PÁGINAS: 88
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

Introdução: A obesidade trás agravos a saúde do individuo como o diabetes tipo 2, hipertensão arterial, dislipidemia associada ao maior risco para as doenças cardiovasculares. A ativiade física tende a melhorar as comorbidades associadas a obesidade, auxilia no controle de peso e tem impacto positivo na qualidade de vida dos individuos.

Obejtivo: Investigar longitudinalmente a perda de peso, nível de atividade física e qualidade de vida de pacientes submetidos a cirurgia bariátrica nos últimos 10 anos no sistema de saúde. Avaliar a adesão à atividade física, os parametros clínicos, laboratoriais e os fatores de risco cardiometabolico e sua relação com a perda de peso em 12 meses pós CB em grupos de diferentes anos atendidos pelo sistema único de saúde.

Metodologia: Participaram do estudo 78 pacientes submetidos à cirurgia bariátrica (CB) Os avaliados foram divididos em quatro grupos: 12 indivuduos Até 2 anos de CB (CB2), 14 individuos até 4 anos de CB (CB4), 22 individuos até 6 anos de CB (CB6), e 30 individuos mais 6 anos de CB (CB+6). Foram avaliados altura, peso e IMC, indicadores bioquímicos, avaliação de comorbidades associadas a obesidade (ACRO), o nível de atividade física medido através do IPAQ e a qualidade de vida avaliado por BARROS. Foi feita uma ANOVA (One Way), Post Hoc de Bonferroni.

Resultados: Houve melhoras no IMC, melhora no risco cardiometabólico, na hipertensão, na dislipidemia, e no diabetes a CB. O nível de atividade física aumentou após o primeiro ano de pós operatório e teve queda no momento atual. O grupo CB6 apresentou os melhores resultados (IPAQ admissão = 151,67 ± 25,66 min), com o grupo CB2 segundo (IPAQ admissão = 125,00 ± 27,47 min), depois CB4 (IPAQ = 134,67 ± 24,75 min) e CB + 6 (IPAQ admissão = 109,67 ± 27,98). Não houve diferenças no atual IPAQ e um ano após a cirurgia. Na qualidade de vida o CB2 = 4,73 ± 1,07; CB4 = 3,10 ± 1,49; CB6 = 4,93 ± 1,99; e CB + 6 = 4,11 ± 2,98.

Conclusão: A Cirurgia Bariátrica quando relacionada a prática de atividade física tende a ter resultado positivo sobre as comorbidades e a melhoria da qualidade de vida. O nível de atividade física após a cirurgia bariátrica aumentou nos diferentes grupos investigados ao mesmo tempo que número de sujeitos com Diabetes, Dislipidemia e Hipertensão, sofreu uma diminuição em todos os grupos ao longo do tempo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2229468 - FELIPE JOSE AIDAR MARTINS
Externo ao Programa - 2013648 - VITOR OLIVEIRA CARVALHO
Externo ao Programa - 2076900 - RENATA REBELLO MENDES
Notícia cadastrada em: 03/01/2018 15:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata2.fragata2 v3.5.16 -r12692-c69972fb69