Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCIO MARQUES VIEIRA SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIO MARQUES VIEIRA SOUZA
DATA: 14/12/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Educação Física
TÍTULO: Efeitos do treinamento intervalado de alta intensidade de curto prazo em ratos sobre os marcadores de estresse oxidativo e danos musculares
PALAVRAS-CHAVES: Treinamento intervalado de alta intensidade, estresse oxidativo, ratos
PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

O treinamento intervalado de alta intensidade, conhecido na literatura internacional como High Intensity Interval Training (HIIT), tem se tornado muito popular em função da divulgação de resultados experimentais. O HIIT promove adaptações semelhantes aos exercícios de longa duração e baixa intensidade. Porém, estas adaptações são obtidas com duração muito inferior em intensidades máximas ou submáximas, com segundos ou poucos minutos de intervalo. Contudo, a frequente realização pode aumentar a suscetibilidade a lesões, promover a fadiga crônica e overtraining, parcialmente em razão da elevada síntese de espécies reativas de oxigênio (ERRO’s). Estresse oxidativo é a condição na qual EROs superam a capacidade antioxidante intracelular de eliminá-las, ou seja, é um estado de desequilíbrio entre as reações de oxidação e de antioxidação. Entretanto, os efeitos do HIIT sobre danos oxidativos e musculares ainda não estão bem esclarecidos na literatura científica. O objetivo desta dissertação foi verificar os efeitos do HIIT de curto prazo sobre os biomarcadores de estresse oxidativo e danos musculares em ratos Wistar. Desta forma, foram elaborados três estudos: 1) No primeiro avaliou-se os efeitos do HIIT de curto prazo sobre os marcadores de estresse oxidativo e danos musculares; 2) Neste segundo buscou-se caracterizar as respostas dos marcadores de estresse oxidativo cardíaco ao HIIT em ratos. 3) E no último foi de verificar o impacto de 12 sessões consecutivas e não consecutivas do HIIT no estresse oxidativo hepático. Conclui-se que o HIIT sendo uma das principais tendências fitness no mundo, necessita de dados que suportem os pesquisadores e praticantes deste método para uma execução e planejamento com maior segurança nas diversas variáveis do treinamento. Esta dissertação ajuda a esclarecer sobre os danos oxidativos e musculares que possam ser causados por este tipo de treinamento. Os achados indicaram que o HIIT, seja realizado em dias consecutivos ou não consecutivos, não promoveram danos hepáticos, cardíacos e musculares em ratos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1698331 - ANDERSON CARLOS MARCAL
Interno - 2297369 - ROBERTO JERONIMO DOS SANTOS SILVA
Externo à Instituição - CLESIO ANDRADE LIMA
Notícia cadastrada em: 06/12/2017 13:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r12692-c69972fb69