Notícias

Banca de DEFESA: TALITA KIZZY BARBOSA BARRETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TALITA KIZZY BARBOSA BARRETO
DATA: 06/07/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 4 do DEF
TÍTULO: Impacto do acompanhamento nutricional nas mudanças antropométricas e dietéticas de atletas com deficiências motoras.
PALAVRAS-CHAVES: Acompanhamento Nutricional; Deficiência motora; Atletas; Ingestão alimentar; Composição corporal.
PÁGINAS: 105
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

Alimentação adequada aliada a atividade física influenciarão no desempenho do atleta deficiente e na saúde. Este estudo objetivou comparar o impacto do acompanhamento nutricional sobre variáveis antropométricas e dietéticas de atletas com deficiência motora. O estudo é clínico quase experimental do tipo antes e depois conduzido entre indivíduos que faziam parte do Ciep e do Projeto Paradesportivo de Sergipe. A amostra foi composta por 30 indivíduos e todos os indivíduos eram avaliados quanto à antropometria e alimentação e, em seguida, receberam orientação e plano alimentar. Os resultados indicam que na caracterização da população (n = 30), os atletas competitivos (AC) apresentaram maior CMB e menor DCT quando comparados aos atletas recreacionais (AR). Com relação à alimentação, os AC apresentaram maior ingestão nutricional e alimentar do que os AR, no entanto, ambos apresentaram elevada prevalência de inadequações de macro e micronutrientes. Os AR apresentaram maior inadequação quanto à ingestão de fibras, carboidratos, proteína e gordura poli-insaturada e também maior percentual de inadequação na ingestão de Vitamina C, B12 e Folato e Magnésio. Na análise dos grupos alimentares, os AC consumiram mais porções e para o grupo das hortaliças isto foi significativo. No acompanhamento nutricional (n=14), os AR apresentaram diminuição da DCT. Foi observado aumento do número de refeições e redução no intervalo e na omissão das mesmas para ambos os grupos. Os AR aumentaram a ingestão de gordura poli-insaturada e fibras após a intervenção. Ambos os grupos apresentaram elevada prevalência de melhorias na ingestão de macronutrientes e porções alimentares. Conclui-se que o acompanhamento nutricional foi importante para melhorar a ingestão alimentar e antropométrica de atletas deficientes. Este é um benefício para saúde destes e um alerta para a atenção nutricional desta população.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1840655 - EMERSON PARDONO
Presidente - 2571568 - RAQUEL SIMOES MENDES NETTO
Externo à Instituição - SANDRA MARIA LIMA RIBEIRO
Notícia cadastrada em: 19/06/2015 15:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata2.fragata2 v3.5.16 -r12646-2c874e3307