Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA CLÉCIA ALVES DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA CLÉCIA ALVES DOS SANTOS
DATA: 18/06/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Departamento de Educação Física - Sala 4
TÍTULO: SÍNDROME DE BURNOUT EM ATLETAS INFANTO-JUVENIS
PALAVRAS-CHAVES: Síndrome de Burnout, Atletas, Natação, Voleibol
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

A Síndrome de Burnout é um tema que se apresenta atualmente como um dos grandes problemas que afeta a atividade laboral nas mais diversas áreas, inclusive em atletas. Conhecida como Síndrome do esgotamento físico-psíquico-social tem se tornado objeto de estudo da Psicologia. Contudo, na Psicologia do Esporte é pouco explorada e, são escassas as publicações sobre o tema, o que dificulta o conhecimento e a compreensão da Síndrome. Esta pesquisa trata-se de um estudo descritivo, de caráter transversal e com abordagem quantitativa, da qual participaram 194 atletas de diferentes estados, de ambos os sexos, com uma faixa etária de 14 a 17 anos, praticantes de natação e voleibol. Para a coleta de dados foram utilizados dois instrumentos: um questionário de dados sociodemográficos e o Questionário de Burnout em Atletas – QBA. A análise dos dados constitui-se da análise descritiva dos dados, avaliação normalidade da distribuição, utilizando o teste Kormologov Smirnov e comparação das variáveis, sexo, modalidade esportiva, escolaridade, lesão esportiva, idade e tempo como atleta federado, utilizando-se dos testes não paramétricos de Kruskal-wallis e Mann Withney. Os resultados obtidos demonstraram que de maneira geral, os atletas presentes no estudo, não se encontravam em um estado de risco para o Burnout, com uma média geral de 2,09, e uma frequência entre raramente e algumas vezes. Em relação à dimensão Exaustão Física e Emocional, na variável modalidade esportiva, houve diferenças entre as mesmas, que se apresentou estatisticamente significativa (p= 0,000), mesmo com médias de 1,88 (natação) e 1,58 (voleibol), respectivamente referentes a uma frequência entre quase nunca a raramente. A dimensão Reduzido Senso de Realização apresentou maiores índices em todas as variáveis analisadas, apresentando uma frequência de sentimentos referentes a raramente a algumas vezes, média que variou entre 2,50 a 2,59. Conclui-se que os atletas juvenis de natação e voleibol não apresentaram uma frequência de sentimentos alta, referente ao Burnout.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1003930 - CARLOS ROBERTO RODRIGUES SANTOS
Interno - 1546651 - MARCOS BEZERRA DE ALMEIDA
Externo ao Programa - 2205090 - LUIZ ANSELMO MENEZES SANTOS
Notícia cadastrada em: 10/06/2015 07:43
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata2.fragata2 v3.5.16 -r12762-01b8f192c5