Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCUS VINICIUS SANTOS DO NASCIMENTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCUS VINICIUS SANTOS DO NASCIMENTO
DATA: 09/02/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório DEF
TÍTULO: Intervenção Nutricional para Atletas Adolescentes e Adultos: avaliação dos parâmetros dietéticos e antropométricos
PALAVRAS-CHAVES: Intervenção Nutricional; Atletas; Hábitos alimentares; Composição corporal
PÁGINAS: 81
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

O presente trabalho foi dividido em duas etapas. A primeira teve o objetivo de comparar os hábitos alimentares e o perfil nutricional entre atletas adultos e adolescentes, enquanto a segunda avaliou o efeito de uma intervenção nutricional sobre a composição corporal, a ingestão nutricional e os hábitos alimentares dos atletas. Oitenta atletas participaram da primeira etapa do trabalho, sendo 22 adultos e 58 adolescentes. Para avaliação da alimentação foi aplicado um recordatório de 24 horas nos atletas. Os adultos apresentaram maior ingestão nutricional e alimentar do que os adolescentes, no entanto, ambos apresentaram elevada prevalência de inadequações na ingestão de energia, carboidrato, gordura poli-insaturada, monoinsaturada, vitamina A, vitamina D, cálcio, sódio e fibra e porções alimentares. Os adultos apresentaram uma tendência à estarem mais inadequados quanto à ingestão de colesterol (0,07>p>0,05), e vitamina C (p<0,05), enquanto os adolescentes apresentaram uma tendência à maior inadequação na ingestão de gordura poli-insaturada (0,07>p>0,05), maior inadequação em cálcio (p<0,05), além de apresentarem maior probabilidade de inadequação em ferro. Os adolescentes tiveram menor ingestão hídrica do que os adultos, estando maioria inadequada quanto às recomendações de ingestão hídrica diária além de apresentarem uma tendência à maior inadequação quanto à ingestão hídrica por hora de treino (0,07>p>0,05). Mais da metade dos atletas de ambos os grupos tinham baixa frequência de refeições, sendo os lanches as refeições mais omitidas. Na segunda etapa do estudo, 32 atletas, sendo 21 adultos e 11 adolescentes receberam acompanhamento nutricional e foram analisados separadamente. Após o acompanhamento, ambos os grupos tiveram aumento da massa corporal e da massa magra (p<0,05) e os adolescentes aumentaram a área muscular do braço (p<0,05). Foi observado aumento do número de refeições e redução no intervalo e na omissão das mesmas nos adolescentes (p<0,05). Ambos os grupos aumentaram a adequação de refeições pré e pós-treino. Os adolescentes aumentaram a sua ingestão hídrica após a intervenção (p<0,05), enquanto os adultos apresentaram uma tendência à aumentar a ingestão hídrica somente no treino (0,07>p>0,05). Ambos os grupos apresentaram uma elevada prevalência de efeitos positivos na ingestão de energia, nutrientes e porções alimentares.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1546651 - MARCOS BEZERRA DE ALMEIDA
Interno - 1695058 - MARCO ANTONIO PRADO NUNES
Externo ao Programa - 1632071 - DANIELLE GOES DA SILVA
Notícia cadastrada em: 27/01/2015 08:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata3.fragata3 v3.5.16 -r12712-85cc87cea5