Notícias

Banca de DEFESA: MANUELLA DE OLIVEIRA FERNANDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MANUELLA DE OLIVEIRA FERNANDES
DATA: 28/07/2014
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do DEF
TÍTULO: INFLUÊNCIA DA INTENSIDADE DO EXERCICIO SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL PÓS-EXERCÍCIO EM DIFERENTES GENÓTIPOS DO POLMORFISMO I/D NO GENE DA ECA
PALAVRAS-CHAVES: Exercício; Hipotensão Pós-Exercício; Enzima Conversora da Angiotensina; Pressão Arterial.
PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

A Hipotensão pós-exercício (HPE) é considerada uma estratégia não farmacológica adotada para redução da pressão arterial (PA). Sabe-se que a PA se modifica com a idade e oscila durante o dia. Essa oscilação é controlada por mecanismos regulatórios, um deles possui o sistema renina angiotensina como responsável pela vasoconstricção e consequente elevação da PA. Ademais, alguns fatores influenciam na HPE, entre eles o genético, responsável por 30% da predisposição a doenças cardiovasculares. Sabe-se também que a presença de polimorfismos genéticos, como o I/D do gene da enzima conversora da angiotensina (ECA), pode influenciar na resposta pressórica. Com isso, o presente estudo teve como objetivo analisar a influência do polimorfismo ID da ECA sobre a HPE, bem como a possível atenuação da reatividade da pressão arterial após a realização de um teste de estresse cardiovascular em jovens normotensos e fisicamente ativos. Participaram voluntariamente 26 adultos jovens, normotensos, do sexo masculino, separados por dois grupos genótipos (DD=11, ID / II=15). Todos foram submetidos a um sessão máxima de 1.600 metros, na pista de atletismo, com o intuito de estimar o limiar anaeróbio, o VO2max e a Velocidade média. Posteriormente, de forma randomizada, foram realizadas as três sessões experimentais. Teste moderado (6% abaixo do limiar anaeróbio), intenso (6% acima do limiar anaeróbio), e a sessão controle. Todas as sessões foram compostas por cinco momentos. Aferição previa da PA (repouso) a cada 5min durante 20min, corrida por 20min, com imediato registro da PA a cada 15min totalizando 60min; posteriormente, aplicação do teste estressor cardiovascular (CPT) e por fim, aferição da PA por 30min a cada 10min. Observou-se que o exercício moderado proporcionou HPE independente do grupo genotípico, sendo mais evidenciada para a pressão arterial sistólica nos momentos 45min e 60min (p≤0,05), característica que perdurou no grupo portador do alelo “I” após o CPT. Desse modo, conclui-se que o polimorfismo I/D no gene da ECA apresenta influencia na resposta hipotensora no grupo carreador do alelo I, além de observar a ausência da reatividade da pressão arterial após a aplicação do teste estressor para o mesmo grupo genótipo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1840655 - EMERSON PARDONO
Interno - 1849740 - ROGERIO BRANDAO WICHI
Externo à Instituição - HEBERT GUSTAVO SIMÕES
Notícia cadastrada em: 01/07/2014 11:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata4.fragata4 v3.5.16 -r12712-85cc87cea5