Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RICARDO FONTES MACEDO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RICARDO FONTES MACEDO
DATA: 12/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Departamento de Educação Física
TÍTULO: EFEITO DO SOBREPESO NA RESPOSTA CARDIOVASCULAR À UMA SESSÃO DE TREINAMENTO RESISTIDO
PALAVRAS-CHAVES: Sobrepeso; Exercício de Força; Sistema Cardiovascular
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

O excesso de peso é uma epidemia global que também atinge os adolescentes. Esta condição aumenta o risco de doenças cardiovasculares. O exercício resistido tem sido utilizado para reduzir o peso corporal. Alguns estudos tem demonstrado que o exercício resistido em determinadas intensidades causa repostas cardiovasculares e autonômicas alteradas em indivíduos assintomáticos. Por isso, o objetivo do presente estudo foi verificar a influência do sobrepeso no comportamento hemodinâmico e da modulação autonômica cardíaca antes, durante e depois de uma sessão de exercício resistido. Participaram do estudo 34 adolescentes, sendo 19 eutróficos (idade: 15±1 e IMC: 26±1) e 15 sobrepeso (idade: 16±1 IMC: 20±1). A sessão de treinamento consistiu em 10 minutos de repouso em posição supina, 10 minutos de aquecimento, 20 minutos de treinamento resistido (5 exercícios, 3 séries de 12 repetições a 60% de 1RM) e 30 minutos de recuperação. A pressão arterial foi analisada no repouso e ao final da recuperação. A frequência cardíaca, índice de variabilidade global (VAR RR), modulação simpática (SDNN e componente de baixa frequência) e parassimpática (RMSSD, pNN50 e componente de alta frequência) foram mensuradas no repouso, final do exercício e final da recuperação. Para comparar as respostas mensuradas inter e intra grupos foi utilizado o teste de ANOVA de 2 vias e ANOVA de 2 vias para medidas repetidas, com Post-hoc de Tukey. O nível de significância adotado foi de p<0,05. A frequencia cardíaca e a modulação simpática de repouso foram maiores no grupo sobrepeso. O grupo sobrepeso também apresentou reduzida VAR RR e modulação parassimpática em repouso. Porém, o sobrepeso não influenciou nas respostas de tais variáveis durante e depois do exercício resistido. Portanto, estes dados sugerem que o exercício resistido quando realizado na mesma intensidade aplicada neste estudo não representa risco cardiovascular adicional em adolescentes que apresentam sobrepeso.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1840655 - EMERSON PARDONO
Interno - 1546651 - MARCOS BEZERRA DE ALMEIDA
Externo ao Programa - 2380197 - JOSELINA LUZIA MENEZES OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 29/01/2014 09:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2020 - UFRN - fragata4.fragata4 v3.5.16 -r12712-85cc87cea5