A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA ANDRESA SANTANA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA ANDRESA SANTANA SILVA
DATA: 19/08/2022
HORA: 09:30
LOCAL: https://meet.google.com/tmf-cnpw-uea
TÍTULO: "PROCESSO DE CAPTAÇÃO DE INVESTIMENTOS DE RISCO POR GESTORES DE HEALTHTECHS BRASILERIAS À LUZ DA TEORIA CAUSATION- EFFECTUATION"
PALAVRAS-CHAVES: Healthtechs, Investimentos, Teoria Causation- Effectuation, Startups.
PÁGINAS: 97
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração de Empresas
RESUMO:

A prestação de serviços de saúde eficientes e acessíveis a todos é uma prerrogativa dos governos nacionais. Não obstante, a prestação de serviços universais de saúde representa um desafio aos países em desenvolvimento. Em resposta às deficiências na área da saúde, surgem dentre outros, novos empreendimentos conhecidos como healthtechs­, com propostas inovadoras e que buscam solucionar os problemas e desafios para esse segmento (GODOI, 2018). As healthtechs­, são startups do segmento de saúde que buscam agrupar tecnologia, dados e conhecimentos médicos para melhorar as condições de vida das pessoas. O crescimento acentuado dessas startups ocorre devido a velocidade de adaptação as demandas oriundas do mercado. Contudo, suprir essa necessidade com empresas inovadoras requer um suporte considerável de investimentos para acelerar a inovação, o desenvolvimento e a geração de valores. As rodadas de investimentos correspondem a uma fonte de recursos utilizadas pelas startups. Também conhecida como séries de investimentos, esses aportes estão condicionados ao nível de maturidade do segmento de cada startup e o risco envolvido. Nesta conjuntura, é perceptível a diferença de conhecimento entre o empreendedor/fundador e o investidor, acerca das transações de financiamento, que, por vezes, tomam decisões sem as informações suficientes para viabilizar o sucesso do investimento. Esse contexto, reflete-se na teoria causation - effectuation, consistente com os pressupostos da economia comportamental, como a racionalidade limitada e o processo de tomada de decisão (SIMON, 1959). Este projeto de pesquisa tem como objetivo analisar o processo de captação de investimentos de risco por parte de gestores de healthtechs brasileiras à luz da teoria causation- effectuation. O projeto de pesquisa está alicerçado no paradigma interpretativista, uma vez que pretende compreender o fenômeno relacionado ao processo de captação de investimentos de risco por gestores de healthtechs brasileiras sob a ótica da teoria causation-effectuation. Metodologicamente será realizada uma pesquisa de natureza mista. A pesquisa é caracterizada como exploratória e descritiva. Assim, será realizado um estudo multicasos por meio de entrevistas semiestruturadas, com os gestores/fundadores de cinco empresas healthtechs brasileiras, a fim de analisar o processo de captação de investimentos de risco por parte desses tipos de empresas. Inicialmente será aplicado um questionário entre as healthtechs brasileiras e posteriormente será realizado o estudo multicasos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1662887 - MARIA ELENA LEON OLAVE
Interno - 2051881 - ABIMAEL MAGNO DO OURO FILHO
Externo à Instituição - CLAUDIO PILAR DA SILVA JUNIOR

Notícia cadastrada em: 16/08/2022 19:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS - - | Copyright © 2009-2023 - UFRN - dragao2.dragao2 v3.5.16 -r18285-05ee143cb2